Polícia

Polícia prende suspeito de estuprar quatro mulheres na zona norte de Natal

RICARDO ALEXANDRE PAULO DIAS, DE 39 ANOS, FOI PRESO NO ÚLTIMO SÁBADO (12). (FOTO: DIVULGAÇÃO/DEGEPOL)

RICARDO ALEXANDRE PAULO DIAS, DE 39 ANOS, FOI PRESO NO ÚLTIMO SÁBADO (12). (FOTO: DIVULGAÇÃO/DEGEPOL)

Uma coletiva de imprensa realizada na sede da Delegacia Geral de Polícia Civil (Degepol) detalhou a investigação conduzida pela Delegacia Especializada em Atendimento a Mulher (DEAM), da Zona Norte de Natal, que resultou na prisão de Ricardo Alexandre Paulo Dias, conhecido como Pezão, 39 anos. Ele é acusado de ter estuprado e roubado quatro mulheres, com idades entre 26 e 50 anos, em menos de um mês.

Todas as vítimas são moradoras da Zona Norte de Natal e foram violentadas quando estavam em suas residências. O homem foi preso em cumprimento a um mandado de prisão preventiva, no último sábado (12), por policiais militares do 4º. Batalhão de Polícia Militar após o repasse de informações pela Polícia Civil, que identificavam o acusado. Ele foi detido quando estava em uma casa abandonada, no conjunto Vale Dourado.

“Ricardo Alexandre estava preso pelo crime de roubo e foi para o regime semi-aberto no dia 12 de fevereiro. Já no dia 13, ele estuprou a primeira vítima. Em seguida estuprou mais três mulheres, nos dias 25 de fevereiro, 27 de fevereiro e 07 de março. Logo após os estupros, ele roubava pertences e dinheiro das vítimas que estavam nas casas”, detalhou a delegada que conduziu a investigação, Ana Alexandrina Gadelha Gonçalves.

Para consumar os crimes, o acusado escolhia casas que estavam com as portas abertas. Ele usava um simulacro de arma para intimidar as vítimas das casas e escolhia a mulher que queria estuprar. “Ricardo Alexandre amarrava os moradores que estavam nas residências, os trancava em cômodos e estuprava a vítima escolhido. Além da violência usava, ele passava muito tempo na casa da vítima. Em um caso, ele chegou a ficar mais de sete horas cometendo a violência sexual”, detalhou a delegada Ana Alexandrina Gadelha Gonçalves.

Após o cometimento dos estupros, ele aproveitava e roubava as vítimas e moradores, fazendo um arrastão na casa. Ele conseguiu subtrair celulares, dinheiro, mochilas e roupas, além de ter roubado uma motocicleta de um dos parentes das mulheres estupradas. “Nossa equipe dedicou-se imensamente a este trabalho de investigação. Foi feito um grande trabalho de campo, pois não podíamos deixamos este homem livre, cometendo mais estupros. Caso mais alguma mulher tenho sido vítima dele, pedimos que compareça à DEAM Zona Norte”, afirmou a delegada.



Deixe um Comentário