Polícia

Polícia Civil prende suspeito de assassinar conselheiro tutelar que estava desaparecido em Alexandria

Raphael Gonçalves, que atuava como conselheiro tutelar, também participava ativamente da Paróquia Nossa Senhora da Conceição, em Alexandria (Foto: Arquivo Pessoal)

A Polícia Civil da cidade de Alexandria prendeu, na tarde desta segunda-feira (17), Gustavo Gabriel da Silva Oliveira, 21 anos, pelo crime de homicídio praticado contra o conselheiro tutelar Rafael Gonçalves de Abrantes, 28 anos, que estava desaparecido há 23 dias. O corpo da vítima foi encontrado em uma cova rasa dentro de um sítio na zona rural do município. Investigações apontaram Gustavo como principal suspeito, tendo ele negado o crime, alegando que não falava com a vítima há mais de 40 dias. No entanto, câmeras de segurança da cidade mostram momentos do dia 24 de junho, quando Gustavo ficou perturbado enquanto recebia uma ligação, a qual, segundo testemunhas, era de Rafael.

A localização do corpo da vítima foi fornecida por Gustavo que confessou o homicídio após ter sido preso em cumprimento a um mandado de prisão provisória como suspeito pelo crime. A motivação do crime teria sido passional. Segundo o preso, ele tinha um relacionamento com Rafael e estava namorando uma mulher, e após a vítima tomar conhecimento deste fato o teria pressionado para escolher entre ele ou a mulher, ameaçando expor o relacionamento. Devido as ameaças, e com medo da exposição, Gustavo teria assassinado Rafael Gonçalves.

Segundo o delegado municipal de Alexandria, Aroldo Sales, embora o suspeito tenha assumido a autoria sozinho, as investigações prosseguirão com o objetivo de descobrir uma possível co-autoria ou participação no crime. O jovem preso será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória de Patú, onde ficará a disposição da justiça.


Deixe um Comentário