Polícia

PM mata suspeito de assassinar cabo Pinheiro e apreende arma de fogo

A Polícia Militar, por meio da Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas – ROCAM, entrou em confronto com o suspeito de assassinar o cabo PM Pinheiro e apreendeu uma arma de fogo na zona Norte de Natal, na noite da quinta-feira (15).

Por volta das 21h45, os policiais se deslocaram à rua Miguel Lobato, conjunto Jardim Progresso, após receberem uma denúncia de populares acerca de homens que estariam armados. Ao chegarem no local, a guarnição foi recebida por disparos de arma de fogo. O autor dos disparos foi João Batista da Silva do Nascimento, vulgo Juninho, acusado de matar o cabo Pinheiro na última terça, 13/06, no bairro Bom Pastor.

Com ele foi encontrado um revólver cal. 38, que provavelmente seja a mesma arma que vitimou o policial. O acusado foi atingido em confronto e não resistiu aos ferimentos após ser socorrido ao Hospital Sta. Catarina. A irmã do acusado confirmou que o irmão foi o autor da morte do policial militar e que nunca se entregaria. Ele estava com um ferimento infeccionado na perna direita, resultado do confronto com o PM, confirma a irmã.


Deixe um Comentário