Polícia

PM investigado na Operação Novos Rumos é condenado a 32 anos de prisão

VIATURA 924, A "VIATURA DO MAL" ( FOTO: REPRODUÇÃO/REDE GLOBO)

VIATURA 924, A “VIATURA DO MAL” ( FOTO: REPRODUÇÃO/REDE GLOBO)

O soldado da Polícia Militar, investigado pelo Ministério Público do RN como um dos envolvidos no esquema de corrupção deflagrado na Operação Novos Rumos, André Luiz da Silva Pereira, foi condenado pela Justiça do Rio Grande do Norte a pena de 32 anos 10 meses e 10 dias de prisão.

A operação ‘Novos Rumos’, deflagradas no dia 29 de setembro de 2015, prendeu 12 PMs do 9º Batalhão. 14 PMs , após descobertas dos crimes a partir de interceptações telefônicas e escutas instaladas dentro de um viatura do 9º BPM, conhecida agora como a “viatura do mal”.

O julgamento do soldado aconteceu na tarde desta terça-feira (23), na 11ª Vara Criminal de Natal, foram 11 denúncias feitas pelo MPRN  contra André Luiz, que foi condenado pelos crimes de corrupção passiva, peculato-furto, e violação de domicílio.

Outros dois policiais militares foram condenados até o momento. Damião Alves da Cunha e Anderson de Oliveira Frasseti Maia foram condenados a três anos e seis meses por corrupção passiva. A sentença estabelece que os PMs cumpram a pena, inicialmente, em regime semiaberto. Outros cinco PMs já foram absolvidos das acusações.


Deixe um Comentário