Últimas do FM

Polícia

Polícia procura por acusado de estupros coletivos que fugiu de CDP

ALEXSANDRO FAUSTINO DO NASCIMENTO FUGIU DA PRISÃO NA ÚLTIMA SEXTA-FEIRA (25) (FOTO: DIVULGAÇÃO/COAPE)

ALEXSANDRO FAUSTINO DO NASCIMENTO FUGIU DA PRISÃO NA ÚLTIMA SEXTA-FEIRA (25) (FOTO: DIVULGAÇÃO/COAPE)

A polícia está e busca de Alexsandro Faustino do Nascimento,que fugiu do do Centro de Detenção Provisória de Nova Parnamirim, na madrugada do sábado (26). Preso no dia 20 de agosto de 2015, o fugitivo é acusado de cometer três estupros entre os meses de julho e agosto do ano passado. Alexsandro confessou que cometeu os crimes com a ajuda de outros dois adolescentes.

Na época, os crimes chocaram  pela crueldade e covardia com que foram cometidos. Os acusados usavam armadilhas para interceptar motocicletas entre pontos das zonas Oeste e Sul de Natal.  Ao conseguir para as motocicletas, eles levavam as vítimas para um matagal, onde realizavam os estupros contra as mulheres, além de agredir os homens que as acompanhavam. No final, os bandidos ainda levavam os pertences das vítimas.

Alexsandro Faustino conseguiu fugir pulando o muro do CDP, e estava vestido apenas com uma cueca.Quem tiver informações sobre Alexsandro Faustino deve ligar para 181 ou 190.

 

Com informações do Tribuna do Norte

 

Geral

Agricultores paralisam obras da Barragem de Oiticica na manhã desta segunda (28)

 OBRAS DE CONSTRUÇÃO DA BARRAGEM DE OITICICA, EM JUCURUTU, DEVEM SER CONCLUÍDA EM JULHO DE 2017 (FOTO: ANDERSON BARBOSA/G1)


MOVIMENTO DE AGRICULTORES COBRA TAC ENTRE GOVERNOS FEDERAL E ESTADUAL  (FOTO: ANDERSON BARBOSA/G1)

As obras físicas da Barragem de Oiticica, localizada no município de Jucurutu, foram paralisadas nas primeiras horas desta segunda-feira (28) por dezenas de agricultores da comunidade Barra de Santana. A informação foi confirmada pelo Movimento dos atingidos pela construção da barragem. O movimento pede a equivalência entre o percentual das obras físicas e sociais da barragem.

De acordo com o movimento, não existe previsão para a manifestação ser suspensa. Eles reivindicam que o Governo Federal e Estadual se disponham a assinar um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), junto ao Ministério Público Federal, com determinação de prazos para a conclusão das obras sociais.

O secretário estadual de Recursos Hídricos, Mairton França, afirmou que foi realizada uma reunião com os moradores da comunidade em fevereiro deste ano onde foram esclarecidos todos os pontos que envolvem as obras sociais. “Não esperávamos uma manifestação agora”, disse.

Segundo ele, o projeto de construção do novo distrito de Barra de Santana – já que a comunidade será inundada pela barragem – foi concluído e enviado para o Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs) em abril do ano passado. O projeto prevê a construção de uma nova cidade com igreja, creche, comércios, esgotamento sanitário, etc. Em fevereiro deste ano o Governo do Estado recebeu a autorização do Dnocs para dar início à licitação. “Demos início ao processo de licitação no dia 17 de fevereiro. A expectativa é que até o final da primeira quinzena de junho a empresa esteja definida e as obras iniciadas”, explicou Mairton. A comunidade Barra de Santana tem cerca de 4 mil pessoas.

Sobre a assinatura de um TAC com determinação de prazos para a conclusão das obras sociais o secretário afirmou que o Governo do Estado é responsável por apenas 6% dos recursos da obra e por isso não poderia se responsabilizar por eventuais atrasos de repasses de recursos, por exemplo, que poderiam atrasar as obras. “A obra é do Governo Federal. É um convênio entre o Ministério da Integração Nacional e o Governo do Estado com supervisão do Dnocs. Para o Governo do Estado é complicado assinar um termo de ajustamento de conduta estabelecendo prazos de uma obra onde nossa responsabilidade é de apenas 6% dos recursos”, disse,

Quando concluída, Oiticica beneficiará direta e indiretamente cerca de 500 mil pessoas em 17 cidades potiguares. Com capacidade para mais de meio milhão de metros cúbicos de água, será a terceira maior barragem do estado.

Fonte: G1 RN

Polícia

CPRE registra cinco mortes por acidentes nas rodovias do RN durante o feriadão

O CPRE REALIZOU BARREIRAS DE FISCALIZAÇÃO POR TODO O ESTADO DURANTE TODO O FERIADO. (FOTO: ASSECOM/SESED)

O CPRE REALIZOU BARREIRAS DE FISCALIZAÇÃO POR TODO O ESTADO DURANTE TODO O FERIADO. (FOTO: ASSECOM/SESED)

 

O Comando de Policiamento Rodoviário Estadual (CPRE), registrou 78 acidentes e cinco mortes nas rodovias estaduais durante o feriadão da Páscoa. O número foi praticamente o mesmo do ano passado. As mortes registradas foram em acidentes na região Metropolitana de Natal.

Ao todo, o CPRE autuou 251 pessoas durante o feriado, sendo 15 por embriaguez.

Com informações da Tribuna do Norte.

Geral

Empresário de Natal morre ao cair de oitavo andar de apartamento em Morro Branco

ADOLFO MESQUITA E SUA ESPOSA FÁTIMA LAPENDA, SECRETÁRIA DO PARTIDO DEMOCRATAS EM NATAL. ( FOTO: ARQUIVO PESSOAL)

ADOLFO MESQUITA E SUA ESPOSA FÁTIMA LAPENDA, SECRETÁRIA DO PARTIDO DEMOCRATAS EM NATAL. ( FOTO: ARQUIVO PESSOAL)

O empresário Adolfo Mesquita Neto, que atuava no ramo da construção civil, foi encontrado já sem vida por volta das 07 h desta segunda-feira (28), no térreo do prédio onde morava, 0 edifício Acaraí no bairro de Morro Branco. Adolfo, que atuava no ramo da construção civil, era esposo da secretária do partido Democratas no RN e assessora do Senador José Agripino, Fátima Lapenda.

Adolfo Mesquita passava por tratamento contra depressão há mais de um ano, e há suspeitas de que ele teria se jogado da varanda de seu apartamento no oitavo andar, mas o caso ainda será investigado.O empresário não tinha filhos.