Últimas do FM

Economia

Vendas do varejo registram queda de 5.9% em 2015 e estado perde mais de 12 mil empregos diretos

Presidente Marcelo Queiroz

COM SORRISO NOS LÁBIOS, MARCELO QUEIROZ ANUNCIA QUEDA DAS VENDAS NO VAREJO E PERDA DE EMPREGOS NO RN

O presidente da Fecomércio RN, Marcelo Queiroz, anunciou na tarde dessa terça-feria que as vendas do comércio varejista potiguar fecharam o ano de 2015 com queda de 5,9%. Segundo ele, o rombo nos indicadores do comércio varejista só não foi maior por conta do desempenho positivo do setor de turismo ao longo do ano de 2015, que gerou em média 20 a 30 % de aumento da ocupação hoteleira.
Diante do cenário nefasto, o que serve de consolo, segundo a Fecomércio, é que o RN teve a segunda menor queda do país (empatado com São Paulo e atrás apenas de Roraima) e a menor queda do Nordeste (nos vizinhos Pernambuco e Ceará, as quedas foram de 10,8% e 8,3%, respectivamente). A queda de 5,9% representa a perda de aproximadamente R$ 1,12 bilhão em vendas para o varejo potiguar no ano passado.
Segundo Queiroz, o RN fechou o ano de 2015 contabilizando a perda de 12.298 empregos formais, de acordo com o que já havia sido registrado pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho.
Os segmentos de Construção Civil (-6.305) e Indústria (-3.930) lideram o ranking das perdas absolutas de vagas,enquanto o setor de Comércio, sozinho fechou, em 2015, 2.237 empregos, e o setor de Serviços encerrou o ano com saldo positivo de 529.

Natal

Petropólis e Bairro Nordeste recebem serviços em mais uma fase da operação tapa buraco

Nos bairros de Petropolis e Bairro Nordeste está sendo aplicado asfalto.

Nos bairros de Petropolis e Bairro Nordeste está sendo aplicado asfalto.

Os serviços da Operação tapa buraco, promovido pela Prefeitura do Natal, por intermédio da Secretaria Municipal de Obras Públicas e Infraestrutura (Semov), passam nesta terça-feira(16), pelos bairros de Petrópolis e Bairro Nordeste. Ainda hoje, as equipes da Secretaria estarão com trabalhos de manutenção da drenagem e novos paralelepípedos em outros bairros da cidade.

De acordo com o secretário adjunto de Conservação, Walter Fernandes Neto, a aplicação de asfalto será conduzida nas avenidas Nilo Peçanha (nas proximidades da Maternidade Januário Cicco), no bairro de Petrópolis, Prudente de Morais, no Tirol, e Felizardo Moura, no Bairro Nordeste

Nesta fase da operação tapa buracos contempla ainda a manutenção da rede de drenagem nos bairros de Igapó (rua Aracaju), Alecrim (rua Machado de Assis), Ponta Negra (escadaria de acesso à rua João Rodrigues).

Economia

Natal tem a cesta básica mais barata do país

Brasília e SãoPaulo tem as cestas básicas mais caras do país

Brasília e SãoPaulo tem as cestas básicas mais caras do país

Uma Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos, do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese),divulgou levantamento de quanto os consumidores brasileiros estão pagando para comprar os itens que compõem a cesta básica nas capitais brasileiras. Segundo os dados, os valores mais baixos foram registrados em Natal (R$ 329,20), com alta de 5,36%.

O levantamento, que era feito em 18 cidades, incluiu mais nove capitais: Cuiabá, Palmas, Maceió, São Luis, Teresina, Macapá, Rio Branco, Porto Velho e Boa Vista.

Em janeiro, Goiânia teve o maior reajuste médio (15,75%) sobre o conjunto de 13 produtos que compõem a cesta: carne, leite, feijão, arroz, farinha, batata, tomate, pão, café, banana, açúcar, óleo e manteiga. O valor da cesta na capital goiana, R$ 388,45, ficou abaixo apenas do de Brasília (R$ 451,76), onde o aumento foi de 13,32%, e do de São Paulo, que ficou em R$ 448,31, 7,22% acima do de dezembro.

Em seguida, ficaram o Rio de Janeiro, com a cesta custando R$ 448,06, com alta de 12,6%, e Vitória, com valor de R$ 438,42 e alta de 12,7% em relação à de dezembro. Em Belo Horizonte, houve aumento de 12,75% e o valor atingiu R$ 417,72.

O Dieese considera ideal para suprir as necessidades básicas de uma família de quatro pessoas um salário mínimo de R$ 3.795,24, ou 4,31 vezes mais do que o valor atualmente em vigor (R$ 880).

Política

Bancada do RN no Senado contabiliza 50 faltas durante o ano de 2015

De acordo com um levantamento divulgado pela revista Congresso em Foco, os senadores do RN , contabilizaram  50 faltas em sessões realizadas durante todo o ano de 2015. O senador Garibaldi Alves Filho, do PMDB, foi o campeão de faltas , do total de 127 sessões realizadas entre fevereiro e dezembro de 2015, Garibaldi faltou em 27.

A senadora do PT, Fátima Bezerra, foi a segunda colocada, com 18 faltas, e o senador José Agripino, do DEM, faltou em cinco sessões.