Últimas do FM

Turismo

Ruy Gaspar emite nota sobre fim do voo da Itália e insinua que prefeitura carece de sensibilidade na divulgação de Natal

RUY GASPAR: “ESPERO QUE NESTE NOVO CICLO DE GESTÃO MUNICIPAL HAJA MAIS SENSIBILIDADE À QUESTÃO DO TURISMO”

RUY GASPAR: “ESPERO QUE NESTE NOVO CICLO DE GESTÃO MUNICIPAL HAJA MAIS SENSIBILIDADE À QUESTÃO DO TURISMO”

O secretário de Turismo do Estado, Ruy Gaspar, emitiu, na tarde de hoje, uma nota na qual tenta esclarecer os motivos que envolvem o fim do voo charter da Itália para Natal, assunto que foi abordado, hoje, pelo BLOG DO FM, através de uma matéria intitulada Natal perde para Porto de Galinhas (PE) charter da Itália, anunciado como grande conquista governamental há 12 meses.

Gaspar afirma que o governo do Rio Grande do Norte fez de tudo para que o voo não fosse desviado para Porto de Galinhas e alfineta a Prefeitura do Natal, ao dizer que, mesmo sendo o município o maior beneficiado pela indústria do turismo, este é carente de sensibilidade para se unir ao governo na promoção e divulgação do turismo da capital.

Segue a nota:

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Turismo e da Empresa Potiguar de Promoção Turística, promoveu o destino Rio Grande do Norte na Itália como não se fazia há pelo menos 15 anos.

O resultado é comprovado em números, com aumento de turistas italianos no Estado e a satisfação da companhia aérea Merydiana Fly neste quesito. Infelizmente o voo Milão-Natal foi suspenso pela falta de demanda de natalenses para Milão.

Todos os esforços foram feitos para reverter a situação, inclusive de divulgação e promoção, com o Governo do Estado presente em todos os eventos de turismo no país, a exemplo da grandiosa Feira de Turismo em Rimini, investimento de propaganda nas principais mídias da Itália e eventos oferecidos a agentes de viagem.

“Espero que neste novo ciclo de gestão municipal haja mais sensibilidade à questão do turismo e que a Prefeitura se una ao Governo do Estado na divulgação e promoção da cidade, até por ser a maior beneficiada. Basta que invista 10% da arrecadação de ISS da rede hoteleira com divulgação”, sugeriu o secretário estadual de Turismo, Ruy Gaspar.

A aposta da Merydiana foi Recife – uma capital com densidade populacional bem maior e com poder aquisitivo mais alto, portanto, com potencial emissivo de turistas mais viável do que Natal.

No período de aproximadamente um ano em que o voo operou no Rio Grande do Norte foram deixados cerca de R$ 10 milhões na economia potiguar.

NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG DO FM:

  • O secretário Ruy Gaspar tem razão ao dizer que o governo fez o dever de casa para viabilizar o charter da Itália, pois a própria matéria publicada pelo BLOG DO FM afirma isso. O que ele não diz, certamente por ser hoteleiro, é que faltaram ações concretas da iniciativa privada – leia-se empresários do setor – para atrair turistas italianos para Natal e, consequentemente, para os seus hotéis e empreendimentos turísticos;
  • No entanto, não carece de crédito a sua informação de que a companhia aérea Merydiana Fly ficou satisfeita com os resultados do fluxo de turistas italianos em Natal. Tanto não ficou que suspendeu o voo por falta de passageiros, transferindo a operação para Porto de Galinhas, onde espera ter melhores resultados;
  • O voo para Natal acabou exatamente por falta de fluxo, não importa se da Itália para cá, ou se daqui para lá. No caso específico, o número de italianos vindos para Natal também era inexpressivo, conforme o representante da própria companhia aérea confirmou ao BLOG;
  • Ele diz ainda que nos últimos doze meses o voo gerou para o Estado cerca de R$ 10 milhões – aproximadamente R$ 1 mi/mês, mas ao que parece esses recursos não foram suficientes para amenizar a situação de penúria que dos cofres estaduais.
Geral

Alunos da Rede Municipal de Ensino participam de festival promovido pela CBF

SME/MANOEL BARBOSA

Alunos da Rede Municipal de Educação de Natal participaram na manhã desta quinta-feira (06) de uma atividade recreativa dentro do projeto “Festival de Futebol CBF Social” promovido pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), nas cidades brasileiras em que a equipe comandada pelo técnico Tite se apresenta. O evento aconteceu no campo de futebol da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

O projeto é ministrado por professores que foram previamente capacitados pela CBF, e tem como principal objetivo o incentivo a prática do esporte para crianças e adolescentes das escolas públicas. Participaram da ação alunos das seguintes escolas: Escola Municipal Vereador José Sotero, Escola Municipal Professor Francisco de Assis Varela Cavalcanti, Escola Municipal Professor José do Patrocínio, Escola Municipal Professor Luiz Maranhão Filho e a Escola Municipal São Francisco de Assis. Estas escolas participaram ativamente dos XXX Jogos Escolares Municipais (JEMS), realizado de 19 a 29 de setembro.

A participação de 250 crianças da rede municipal no evento, contou com a parceria importante da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer. Presente ao evento, o titular da SEL, Carlos Eduardo Nascimento, afirma que essa parceria incentiva o esporte. “Possibilitar essa oportunidade as crianças é algo que faz elas cada vez mais se interessarem pela prática esportiva. Quando recebemos o convite da federação, entramos em contato com a Secretaria Municipal de Educação e eles nos indicaram as escolas”.

De acordo com o coordenador substituto do Setor de Cultura, Eventos e Desporto da Secretaria Municipal de Educação, Damião César de Azevedo, a secretaria busca permanentemente o incentivo da prática desportiva nas unidades da rede. “A SME busca sempre participar deste tipo de atividade para oferecer aos alunos da rede, momentos de diversão, conhecimento e aprendizado. O esporte é fundamental na construção do cidadão”.

De acordo com o gerente da CBF Social, Diogo Netto, a ação é um momento de alegria, diversão e aprendizado. “As crianças gostam muito de participar. Eles se sentem prestigiados em estarem presentes em um evento oficial da CBF. Além de aprenderem dicas essenciais para quem pratica futebol”.

Durante a ação os estudantes tiveram a oportunidade de conhecer o jogador de futebol, Jairzinho “Furacão” campeão da Copa do Mundo de 1970, além de participaram da apresentação da mascote oficial da Seleção Brasileira de Futebol, o “Canarinho”.

O estudante da Escola Municipal Professor José do Patrocínio, Pedro Wagner, de 14 anos, contou que estava bastante entusiasmado com a oportunidade. “Jogo futebol de salão na minha escola, e está próximo de alguém que foi tão importante para o futebol é muito legal”, falou entusiasmado.

O ex-jogador de futebol, Jairzinho “Furacão” analisa a ação da CBF de forma positiva. “É um programa extraordinário, pois é possível enxergar o futuro por intermédio desse esporte tão popular no Brasil, que também é capaz de implantar cidadania e salvar vidas tirando essa garotada desse movimento horrível que existe dentro do Brasil, chamado de violência”.

 

Para Adelaine Soares, 14 anos, também da Escola Municipal Professor José do Patrocínio que pratica atletismo, o evento é uma oportunidade diferente. “Nunca que eu iria imaginar chegar perto de alguém tão importante para o futebol. Eu nem sei exatamente a sensação que estou sentindo”, afirmou.

 

O secretário geral da CBF Walter Feldman, falou da importância da prática do esporte nas escolas, e destacou que toda criança tem o direito ao esporte e a educação. “A gente quer que o futebol comece logo cedo nas escolas. Nós queremos que todas as crianças tenham a oportunidade de praticarem atividades esportivas, pois o esporte ensina educação, sociedade e o espirito de coletividade. E esse é o objetivo do CBF Social ao levar o futebol para todas aas crianças”.

 

Ação também beneficiará 45 alunos da Escola Municipal Antônio Campos, localizada no bairro de Mãe Luiza, com ingressos para assistirem a partida entre Brasil e Bolívia no Estádio Arena das Dunas, que acontece hoje às 21h45 desta quinta-feira (06). A partida é válida pela fase de eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018.

Geral

Secretaria de Esporte de Natal inicia inscrições para escolinhas esportivas no Palácio dos Esportes

DIVULGAÇÃO  SEL

O Palácio dos Esportes Djalma Maranhão retomou suas atividades recentemente com a passagem da tocha paralímpica por Natal. E com 52 anos de história, volta a ser palco de formação esportiva do natalense através do Projeto Palácio. O programa é uma escolinha de esportes para crianças e adolescentes criada pela Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (SEL) em parceria com a Universidade Potiguar (UnP).
Podem participar alunos da rede pública de ensino na faixa etária de oito a 14 anos. O programa oferece aulas nas modalidades de futsal, voleibol, basquete e handebol. O Projeto Palácio é feito por concluintes do curso de educação física da UnP. Os alunos são orientados por preceptores, professores de educação física da instituição que supervisionam as atividades.
As inscrições podem ser feitas no Palácio dos Esportes pelos responsáveis das crianças com declaração de matrícula e registro de nascimento às terças e quintas pela manhã, das 8h às 11h, e nas terças e sextas pela tarde, das 14h às 16h.
Cerca de 300 alunos serão assistidos no contra turno escolar, pela manhã e tarde. As crianças também vão passar por avaliação física e social, realizada pelos professores da UnP e pela própria escola onde os discentes estudam. Serão verificadas medidas corporais e análise da flexibilidade, força e coordenação motora. As crianças também precisam estar matriculadas de maneira regular na rede de ensino, manter boas notas, boa convivência escolar e frequência adequada.
Política

Teori divide em quatro o principal inquérito da Lava-Jato com Lula entre os investigados

Pedro Kirilos / Agência O Globo 15/09/2016

O ministro Teori Zavascki, relator da Lava-Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), determinou nesta quinta-feira o fatiamento em quatro do principal inquérito da Lava-Jato, que investiga a existência de uma quadrilha para fraudar a Petrobras. Serão investigadas 66 pessoas – entre elas, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o presidente do Senado, Renan Calheiros e o presidente do PMDB, senador Romero Jucá. O ex-presidente será investigado pela primeira vez por suspeita de participação de organização criminosa. Os quatro inquéritos vão apurar crimes supostamente cometidos por pessoas ligadas ao PP (30), ao PT (12), ao PMDB na Câmara (15) e ao PMDB no Senado (9). A decisão foi tomada a pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

Teori também determinou que os quatro inquéritos retornem à Procuradoria-Geral da República, para que Janot informe quais serão as principais providências a serem tomadas nas investigações – o que pode incluir a quebra de informações sigilosas ou a tomada de depoimentos.

No ofício em que pediu o fatiamento do inquérito ao STF, Janot afirmou que integrantes dos três partidos “se organizaram internamente, utilizando-se de seus partidos e em uma estrutura hierarquizada, para perpetração de práticas espúrias”. Segundo ele, os partidos formaram “uma mesma organização criminosa, com alinhamento, de forma horizontal, de núcleos políticos diversa” para cometer crimes contra a administração pública investigados na Operação Lava-Jato.

O Globo