Últimas do FM

Cidades Economia Geral Governo Segurança Social Variedades

Caicó receberá reunião do Comitê da Bacia Hidrográfica Piancó-Piranhas-Açu em junho

Açude Itans, em Caicó-RN (Foto: José Bezerra)

Açude Itans, em Caicó-RN (Foto: José Bezerra)

Nos dias 02 e 03 de junho de 2016 acontece em Caicó a 14ª Reunião Ordinária do Comitê da Bacia Hidrográfica dos Rios Piancó-Piranhas-Açu. No primeiro dia, a quinta-feira (02), o encontro começa as 14 horas e se encerrará às 18h.

Já na sexta-feira (03), a programação terá início às 08h30 e seguirá até às 13h, tendo como local o auditório do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, na Rua Antônio Simões de Azevedo, nº 23, no bairro Paraíba.

Dentre alguns itens da pauta, será apresentado o parecer técnico da CTPI favorável a aprovação do Plano de Recursos Hídricos da Bacia Hidrográfica dos Rios Piancó-Piranhas-Açu, elaborado pela Agência Nacional de Águas. Após a apresentação, o referido PRH será submetido à aprovação pela plenária.

Na mesma reunião, será eleito o 1º secretário da Diretoria Colegiada do CBH-PPA, e a apresentação da deliberação que aprova o calendário de reuniões ordinárias do CBH-PPA, para o biênio 2016/2017, pela plenária.


Cidades Economia Geral Governo Política Social

“Aperto”: Municípios defendem antecipação urgente de receita para garantir “fôlego” à Prefeituras

Prefeituras já perderam 1,4 bilhões em arrecadação de FPM nos primeiros meses de 2016. (Foto: Divulgação)

Prefeituras já perderam 1,4 bilhões em arrecadação de FPM nos primeiros meses de 2016. (Foto: Divulgação)

O presidente da União Brasileira de Municípios (Ubam), Leonardo Santana tem se mostrado pessimista em relação à economia do País. Segundo ele, há um alarmante número de empresas fechando, a economia cada vez mais fria, o que ocasionará na diminuição na arrecadação de impostos que integram o Fundo de Participação de Estados e Municípios, O FPE e o FPM.

A Ubam luta junto o Governo para que as contribuições arrecadadas no País integrem os repasses para os municípios, só assim se poderão atenuar esses efeitos nocivos da crise.

“É preciso que o governo da União, em caráter de urgência, edite uma Medida Provisória que possibilite o repasse das contribuições e antecipe um repasse emergencial para as prefeituras, pelo menos de 2% do FPM, objetivando um dar fôlego financeiro aos municípios”.

A Ubam alerta que, só nos primeiros quatro meses de 2016, os municípios brasileiros já perderam 1,4 bilhões de reais em repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), agravando ainda mais a situação de caos financeiros nas pequenas prefeituras do país, que sobrevivem das transferências constitucionais, dependendo unicamente dessa fonte de recursos para a administração geral, pagamento dos servidores, repasse do duodécimo das câmaras municipais e para garantir os serviços essenciais à população.

Segundo o presidente da entidade, Leonardo Santana, já se soma oito anos de oscilação dos repasses, registrando sempre diminuição, se tornando impossível se fazer uma previsão orçamentária, já que os prefeitos não sabem o que vai ser nos dias 10, 20 e 30 de cada mês, devido o déficit cada vez mais frequente nos repasses do decêndio.

Leonardo destacou que esse período de crise econômica que atinge o Brasil, vem prejudicando cada vez mais os municípios, obrigando prefeitos a demitirem e fecharem mais cedo as sedes das prefeituras, comprometendo o atendimento das demandas em favor da população.

“Esse é o pior cenário econômico e financeiro para as prefeituras, que passaram esses longos oito anos perdendo receitas, devido às renúncias fiscais promovidas pelo governo da União. Agora, a coisa se torna muito mais séria, influenciando centenas de prefeitos, ai pelo Brasil a fora, que não pretendem mais concorrer ao segundo mandato, devido à gravidade do rombo nas contas publicas e a falta de apoio administrativo, causado por uma política centralizadora de recursos e que só exige responsabilidades”, conclui.


Cidades Geral Natal Segurança Social

Cai número de pontos impróprios para banho no RN

Imagem: Ilustração

Imagem: Ilustração

O Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), em parceria com Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema), divulgou o resultado da balneabilidade das praias do Rio Grande do Norte.

Segundo o resumo do boletim nº 17/2016 do Programa Água Azul, Foz do Rio Pirangi, em Nísia Floresta; Rio Pium (Balneário Pium) em Parnamirim e Redinha (Rio Potengi), em Natal se encontram impróprias para banho.

A análise é válida por sete dias, e é classificada com base na quantidade de coliformes fecais encontrados na água das praias monitoradas e de acordo com o estabelecido na Resolução CONAMA nº 274/2000. Segundo o novo balanço o número de pontos impróprios para banho se mantém estável.

No fim do mês de março, o Rio Grande do Norte contava com pelo menos 10 pontos impróprios para banho em praias, rios e lagos.

Cidades Cultura Educação Emprego Famosos Geral Governo Internet Jurídico Mundo Segurança Social

14 participantes do “Big Brother” que foram do confinamento para a cadeia

1. Kleber Bambam

1. Kleber Bambam (Foto: Reprodução/UOL)

O vencedor do BBB 1 e participante do BBB 13 estava dirigindo em zigue-zague, com uma garrafa na mão, quando foi abordado pela polícia. Bambam agrediu os policiais verbalmente e ganhou uma noite na cadeia.

2 Alan Marcelo

2 Alan Marcelo (Foto: Reprodução)

Do BBB 3, trocou socos com Kleber Bambam numa boate em Santa Catarina em 2007, e os dois passaram a madrugada na delegacia.

3 Fernando Fernandes

3 Fernando Fernandes (Reprodução/Caras)

Do BBB 2, foi acusado de desacato e injúria racial em um acidente de trânsito. Ele chamou um bombeiro de “macaco”.

4 Rodrigo Leonel

4 Rodrigo Leonel (Foto: Reprodução)

O Caubói do BBB 2 foi preso por suspeita de estelionato e tentativa de homicídio.

5 Edilson Buba

5 Edilson Buba (Foto: Reprodução)

Do BBB 4, passou três meses no xadrez depois de ser pego no aeroporto com maconha e ecstasy

6 Yuri Fernandes

6 Yuri Fernandes (Foto: Reprodução)

Participante da 13ª edição do programa, foi enquadrado na lei Maria da Penha por agredir a namorada em um hotel de Maceió (AL) em 2014.

7 Thyrso Mattos

7 Thyrso Mattos (Foto: Reprodução)

Do BBB 2, passou algumas horas na cadeia por dirigir embriagado em 2014.

8 Pablo Esposito

8 Pablo Esposito (Foto: Reprodução)

Do Big Brother Argentina (Gran Hermano), que fez uma participação especial no BBB 7, ficou detido na delegacia da Polícia Federal do aeroporto de Guarulhos (SP). Ele e a namorada armaram um fuzuê depois de perder um voo.

9 Krista Stegall

9 Krista Stegall (Foto:  Reprodução/TMZ)

Do Big Brother dos Estados Unidos, foi presa em 2015 por apresentar uma denúncia falsa contra o ex-marido, dizendo que ele não tinha condições de cuidar dos filhos.

10 Mario Ribeiro

10 Mario Ribeiro (Foto:  Reprodução/Facebook)

Do Big Brother Portugal, foi condenado a sete anos de prisão pelos crimes de sequestro, roubo, roubo qualificado, posse de arma ilegal e falsificação de registro.

11 Jeremy Jackson (Foto: Reprodução/The Wrap)

11 Jeremy Jackson (Foto: Reprodução/The Wrap)

O ator, participante do Big Brother Celebridades dos EUA, foi acusado de esfaquear uma pessoa em Los Angeles em 2015.

12 Maxwell Chongo (Foto: Reprodução/Zed Corner)

12 Maxwell Chongo (Foto: Reprodução/Zed Corner)

Do Big Brother Africa, se entregou à polícia depois de cortar a orelha de um homem em uma briga de bar.

13 Andrew Daniel (Foto: Reprodução)

13 Andrew Daniel (Foto: Reprodução)

Vencedor do Big Brother 5 americano, foi preso em 2012 por agressão doméstica.

14 Adam Jasinski e Matthew McDonald. (Foto: Reprodução)

14 Adam Jasinski e Matthew McDonald. (Foto: Reprodução)