Últimas do FM

Polícia

PM apreende entorpecentes com apoio de cão farejador e fecha ponto de drogas em Natal

 NA OCORRÊNCIAS DUAS SUSPEITAS DE TRÁFICO FORAM DETIDAS E UM FORAGIDO DA JUSTIÇA CAPTURADO. (DIVULGAÇÃO/SESED)


NA OCORRÊNCIAS DUAS SUSPEITAS DE TRÁFICO FORAM DETIDAS E UM FORAGIDO DA JUSTIÇA CAPTURADO. (DIVULGAÇÃO/SESED)

Policiais do Batalhão de Choque da Polícia Militar (BPChoque) prenderam, na tarde desta terça-feira (14), na Rua Temístocles Duarte, no Bairro de Nova Descoberta, em Natal, Lúcia Helena Ferreira da Silva e Gilmara da Silva Pontes, respectivamente, mãe e filha, por suspeita de tráfico de drogas.
Na ocasião, a Polícia Militar intensificava o policiamento na zona Sul quando percebeu uma série de atitudes suspeitas em frente à residência dessas mulheres. Ao abordar um dos elementos que lá estava, constatou que tratava-se de Paulo Sérgio Ferreira da Silva, vulgo “Toró”, foragido do sistema penitenciário do RN. O detento confessou que também era usuário de drogas e que estava indo comprar os entorpecentes na casa das mulheres.
Durante a primeira abordagem a residência, foram encontradas uma balança de precisão, uma pedra de crack, vários sacos pequenos (próprios para a embalagem de drogas) e grande quantidade de dinheiro fracionado (característica do tráfico de drogas).
As recorrentes denúncias de populares informando que ali seria um ponto de venda de drogas motivou a intervenção do Canil na ocorrência e com o auxílio do cão Sparck, o BPChoque realizou uma segunda abordagem. Desta vez, foi encontrado mais dois tabletes de maconha prensada e alguns papelotes já fracionados para venda.
As duas suspeitas eram conhecidas como “Lita” e “Mara”. Todos foram conduzidos ao 5° Distrito Policial para o devido processo legal.
Política

Comissão do impeachment continua a ouvir hoje testemunhas de defesa de Dilma

COMISSÃO DO IMPEACHMENT

COMISSÃO DO IMPEACHMENT. (GERALDO MAGELA/AGÊNCIA SENADO)

A Comissão Processante do Impeachment no Senado retoma nesta quarta-feira (15) as oitivas de testemunhas de defesa de Dilma Rousseff, que tiveram início ontem.

Na pauta de hoje estão mais quatro testemunhas: Cilair Rodrigues de Abreu, ex-secretário-adjunto da Secretaria de Orçamento Federal; José Geraldo França Diniz, ex-subsecretário de Orçamento e Administração do Ministério da Previdência Social; Walter Baere de Araújo Filho, consultor jurídico do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão; e Hipólito Gadelha Remígio, consultor de Orçamentos do Senado.

Na sessão de terça-feira estava prevista a oitiva de três testemunhas, mas apenas duas foram inquiridas pelos senadores, pois a defesa dispensou o ex-presidente do BNDES Luciano Coutinho de prestar depoimento.

As duas testemunhas ouvidas foram Gilson Bittencourt, ex-secretário nacional de Planejamento e Investimento Estratégico, cargo no qual foi responsável pela elaboração do Plano Plurianual do Ministério do Planejamento; e André Nassar, ex-secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura. Ambos negaram a ocorrência de irregularidades ou prejuízos no âmbito do Plano Safra, uma das principais acusações contra Dilma.

Na sessão de ontem, parlamentares contrários ao impeachment voltaram a reclamar sobre o curto espaço de tempo, de três minutos, concedido às testemunhas para responderem às perguntas dos senadores.

Uma das estratégias adotadas por alguns senadores favoráveis ao impeachment para acelerar os trabalhos da comissão é não fazer perguntas às testemunhas de defesa. Na semana passada, a acusação dispensou a oitiva de três técnicos do Tesouro que havia convocado, para acelerar os trabalhos.

O presidente da comissão, Raimundo Lira (PMDB-PB), e o relator do processo, Antonio Anastasia (PSDB-RJ), no entanto, admitiram ontem (14) que a etapa de oitiva de testemunhas deve se prolongar por uma semana além do previsto inicialmente. Quarenta testemunhas foram arroladas pela defesa.

Perícia

Anastasia disse também que não deverá haver atraso pela perícia dos quatro decretos orçamentários e dos repasses para o Plano Safra, todos do ano de 2015, que são objeto do julgamento da comissão. Segundo o senador, esse trabalho, que será feito por técnicos do Senado, ocorrerá em paralelo às oitivas das testemunhas.

A perícia foi autorizada na segunda-feira (13) pelo presidente do STF, Ricardo Lewandowski, que acatou recurso da defesa. Os senadores têm até esta quarta-feira para elaborar os quesitos que devem ser periciados pelos técnicos do Senado, cujos nomes devem ser confirmados hoje. A perícia deve então ser concluída em até dez dias.

Agência Brasil

Política

Assembleia demite servidores que recebem Bolsa Família de forma irregular

 

assembleia-legislativa1

PRÉDIO DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO RN

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte publicou na manhã desta quarta-feira (15) a exoneração de 13 servidores que, de acordo com o Ministério Público, recebem dinheiro do programa Bolsa Família de forma irregular. A lista de servidores foi divulgada no Boletim Eletrônico da Casa.

Um levantamento realizado pelo Tribunal de Contas da União (TCU) apontou que 32 servidores da AL eram beneficiados com dinheiro do programa do Governo Federal. Destes, 13 ainda estavam relação de funcionários ativos. A lista, segundo o MP, foi elaborada a partir do cruzamento de dados. A investigação é do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), que culminou na planilha com os servidores da Casa que recebem irregularmente recursos do Bolsa Família, sobretudo por possuírem renda per capita familiar superior à exigida.

Em nota divulgada na segunda-feira (13), a Assembleia informou que “a Casa não tem prerrogativa para questionar o servidor sobre o recebimento de benefícios de programas ou projetos sociais do Governo Federal; das 32 pessoas listadas pelo Ministério Público, 19 não fazem parte do quadro de servidores da Assembleia Legislativa; e a Assembleia informa ainda que os 13 servidores listados serão convocados para prestar esclarecimentos ao Poder Legislativo”.

As exonerações devem ser publicadas no Diário Oficial do Estado.

Política

Ministro do Turismo recebe prefeitos do Oeste, Seridó e região Central

O MINISTRO RECEBEU AS DEMANDAS DOS MUNICÍPIOS. (DIUVLGAÇÃO)

O MINISTRO RECEBEU AS DEMANDAS DOS MUNICÍPIOS. (DIVULGAÇÃO)

O ministro Henrique Eduardo Alves recebeu nesta terça-feira (14), vários prefeitos potiguares. O deputado Gustavo Fernandes também participou da audiência e reforçou os pleitos dos presentes na reunião e de outros municípios do Rio Grande do Norte.

 A prefeita de Martins, Olga Fernandes, pediu a liberação de recursos para continuação de obras de urbanização e praças, entre elas a da Lagoa do Rosário, e recuperação do museu. O projeto de um teleférico para serra de Martins também está cadastrado no Ministério do Turismo.

 Reivindicação semelhante foi apresentada pelo prefeito Sérgio Cadó, de Pedro Avelino. São praças e urbanização de avenidas já iniciadas no município da região Central. O pórtico e urbanização do acesso de Timbaúba dos Batistas estão entre os projetos defendidos pelo prefeito Chilon Batista.

 Já Isaías Cabral, de Acari, tem obras em andamento no Ministério do Turismo como a praça de eventos e um calçadão. O prefeito também pediu o apoio de Henrique Eduardo Alves para projetos de Acari nos ministérios do Esporte e das Cidades.

 O ministro recebeu as demandas e explicou que os recursos para as obras já contratadas e iniciadas são liberados a medida em que as medições dos serviços já executados são feitas pela Caixa Econômica Federal.