Últimas do FM

Corrupção

PF diz que operador de propinas recebeu por obras do Estado

Trecho do Rodoanel, em São Paulo

Trecho do Rodoanel, em São Paulo

São Paulo – Ao mapear as movimentações financeiras da Andrade Gutierrez, a Lava Jato encontrou repasses de R$ 45 milhões feitos pela empreiteira para duas empresas de fachada ligadas a um dos acusados de operar propinas no esquema de corrupção na Petrobras que estão relacionados a três importantes obras do governo de São Paulo, durante as gestões dos tucanos José Serra (2007-2010) e Alberto Goldman (2010).

O dinheiro foi enviado para as empresas Legend Engenheiros Associados e SP Terraplenagem, ambas ligadas ao empresário Adir Assad, condenado pelo juiz Sérgio Moro a 9 anos e 10 meses de prisão por lavagem de dinheiro e associação criminosa ao utilizar as empresas de fachada para fazer o pagamento de ao menos R$ 40 milhões em propinas da Petrobras. Ao depor ao juiz Moro, Assad admitiu sua participação na Legend.

O mapeamento do caminho do dinheiro da Andrade foi feito em laudo por peritos federais. Essa é a primeira vez que os investigadores conseguem verificar quanto as diferentes áreas da empreiteira que cuidavam de cada obra em todo o país repassaram para firmas de fachada, ampliando o leque das investigações para além da Petrobras. Ao todo, as contas contábeis da Andrade e de consórcios dos quais ela participa ligados às obras da Linha 2-Verde do Metrô de São Paulo, ao Rodoanel Mário Covas e ao Complexo Viário Jacu­Pêssego pagaram R$ 45 milhões entre março de 2008 e setembro de 2010 para empresas de fachada.

O laudo da PF não faz acusação ao governo paulista nem a agentes públicos envolvidos nas licitações do Metrô e da Dersa, mas indica que um expediente usado para lavar dinheiro da propina na Petrobras e também no setor elétrico – pagamentos a firmas de fachada – pode ter-se reproduzido em São Paulo.

A PF ainda não concluiu o rastreamento do dinheiro. Grande parte dos valores recebidos por estas firmas de fachada era repassada a outras empresas de fachada ou sacada de forma fracionada para evitar a identificação do destinatário final, o que dificulta o rastreamento.

Fonte: Estadão conteúdo

Política

Vereador diz está envergonhado de ter apoiado Fátima Bezerra

Leleu Fontes, de Caicó, diz que devido os sucessivos espetáculos midiáticos, figura da petista vai se tornando objeto de nojo

Leleu Fontes, de Caicó, diz que devido os sucessivos espetáculos midiáticos, figura da petista vai se tornando objeto de nojo

O vereador caicoense Leleu Fontes (PSD) utilizou as redes sociais para fazer um desabafo direto a senadora Fátima Bezerra do PT. Intitulado “Meu Erro, Minha Decepção”, o parlamentar descreve se sentir decepcionado com a defesa feita pela senadora potiguar ao governo da presidente Dilma Rousseff.

Pode-se sentir decepcionado pelos mais diversos motivos, mas tenho que primeiro admitir que foi preciso eu votar e ajudar a eleger a deputada federal, Fátima Bezerra, Senadora da República Federativa do Brasil, eleita pelo o Estado do RN, nas eleições de 2014. Assim pude fazer as minhas reflexões e concluir que infelizmente foi um grande erro e talvez a minha maior decepção”, enfatizou.

Em relação a defesa da continuidade da gestão Dilma, Leleu foi bem enfático: “A tarefa de defender a permanência do governo da presidente Dilma, atolada em denúncias de corrupção e crimes de responsabilidade e improbidade administrativa. É lamentável, o que a senadora Fátima venha protagonizando, são sucessivos espetáculos midiático, que a sua figura vai-se tornando objeto de nojo”.

Fonte: Agora RN

Social

Proposta de Nelter Queiroz busca incluir o empreendedorismo nos programas sociais da AL

o Projeto Assembleia Empreendedora apresenta-se como uma ação social

Projeto Assembleia Empreendedora apresenta-se como uma ação social (Foto: Ilustração)

Diante da atual conjuntura de crise econômica vivida em todo país, o deputado estadual Nelter Queiroz (PMDB) deu entrada em requerimento, na Assembleia Legislativa (AL), solicitando à mesa diretora, a criação e inclusão do Projeto Assembleia Empreendedora, ao Programa Assembleia Cidadã.

Segundo Nelter Queiroz, o Projeto Assembleia Empreendedora apresenta-se como uma ação social que busca gerar emprego e renda, desburocratizar e dinamizar o acesso dos empreendedores às instituições de fomento por todo Estado.

“Como cada região do estado têm suas dinâmicas e logísticas, é interessante que semestralmente seja realizada uma análise e reenquadramento de atividades, em conformidade com a realidade atual, podendo ser inseridos novos componentes ao Projeto, para que o Assembleia Empreendedora esteja sempre com propostas atuais, priorizando, assim, o desenvolvimento econômico e social da população potiguar”, destacou.

 


Polícia

Após troca de tiros e denúncia, Polícia Militar prende dupla acusada de assaltar Correios de Sítio Novo

Alisson Buriti, um dos acusados (Foto: cedida PMRN)

Alisson Buriti, um dos acusados (Foto: cedida PMRN)

Em ação bem sucedida da Polícia Militar do Trairi, foram presos dois acusados de assaltar a agência do Correios de Sítio Novo. A ocorrência foi na manhã de ontem.

Segundo Major Moura, comandante da 4° Companhia Independente de Polícia Militar, após assaltar a agência, os dois homens fugiram pela zona rural de Sítio Novo em uma moto. Em uma localidade, o pneu estourou e ambos continuaram fugindo com a PM em perseguição. Um deles, identificado por Marcos César França de Araújo, iniciou uma troca de tiros com a Polícia e foi atingido por alguns disparos de arma de fogo. Ele foi socorrido em estado grave para Natal e não se sabe seu estado de saúde.

Já na manhã deste sábado, uma denúncia levou a prisão do segundo envolvido no assalto. Trata-se de Alisson Gonçalves Buriti, 19 anos. Ele estava em uma estrada pedindo carona para fugir. O jovem está detido a disposição da Justiça.

Com a dupla foram recuperadas armas de fogo envolvidas na ação. Populares informaram que um outro veículo, um carro tipo Ford KA ou Fiat Palio, com outros acusados, estaria envolvido na ação, mas ainda não foi confirmado.

O caso será investigado pela Polícia Federal, já que o assalto ocorreu a uma agência de um órgão federal.

Fonte: Édipo Natan