Últimas do FM

Segurança

Condomínios adotam Plano Diretor de Segurança para proteger moradores em Natal

O PLANEJAMENTO PASSA PELA IDENTIFICAÇÃO, CLASSIFICAÇÃO E ANÁLISE DOS RISCOS

À medida que os índices de criminalidade crescem em Natal, medidas protetivas são tomadas por particulares na mesma proporção. É o que tem acontecido com os condomínios residenciais, verticais e horizontais, com o objetivo de proteger os moradores e os que frequentam suas dependências. A ação mais recente é a elaboração de Planos Diretores de Segurança.

Especialista no assunto, Helder Bertoli foi chamado à capital potiguar pelo YBY Natureza Condomínio Reserva com esse único propósito. Ele explica que o planejamento passa pela identificação, classificação e análise dos riscos. A partir daí, é possível pensar nas soluções estratégicas, fazendo uso dos mais variados recursos: físicos, tecnológicos, organizacionais e humanos.

“As pessoas acham que oferecer segurança é disponibilizar uma portaria e câmeras, mas não é bem assim. É preciso prever todos os riscos com base num Plano Diretor de Segurança, disponibilizando equipamentos e estratégias para que os moradores possam receber e executar posteriormente”, explica Helder, com mais de 200 condomínios no currículo, além do case de baixíssima criminalidade da Praia do Paiva, em Pernambuco.

Moisés Dantas, da Habitax Urbanismo, responsável pelo YBY Natureza, conta que um dos pontos mais relevantes do planejamento proposto foi o cuidado com o entorno, ainda pouco levado em conta pelos condomínios localizados em Natal. “O Plano não se dedica apenas ao interior do condomínio, mas também aos arredores, assegurando entrada e saída seguras para moradores e visitantes. Trata-se de uma segurança perimetral”, diz Moisés.

Segundo Helder, outra questão que pode representar significativo avanço preventivo nos condomínios na capital potiguar é o treinamento de pessoal e a orientação a moradores. “Saber o que fazer em caso de necessidade é essencial”, esclarece o especialista, que complementa: “segurança se faz com inteligência e a realidade de Natal exige isso. Só assim será possível assegurá-la”.

Para o casal Mariana Paixão e Lucas Bonavides, arquiteta e empresário, respectivamente, a escolha de morar em uma casa dependia do quanto se sentiriam seguros no local. “Pesou muito o fato de o empreendimento oferecer uma consciência geral de segurança de maneira estratégica, não apenas física ou só a instalação de cerca elétrica e câmeras”, explica o casal, após participar de um dos eventos promovidos pelo empreendimento para explicar aos moradores como irá funcionar o Plano de Segurança.


Internacional

Ex-combatente no Afeganistão recebe primeiro transplante de pênis e escroto no mundo em cirurgia de 14 horas

SEGUNDO OS MÉDICOS, O RAPAZ DEVERÁ VOLTAR A URINAR PELO PÊNIS NAS PRÓXIMAS SEMANAS

Médicos da Universidade Johns Hopkins (JHU, na sigla em inglês) anunciaram nessa segunda-feira (23) a conclusão do primeiro transplante total de pênis e escroto em um militar que foi ferido no Afeganistão. A cirurgia de 14 horas de duração foi feita em 26 de março por uma equipe de nove cirurgiões plásticos e dois cirurgiões urologistas, anunciou a JHU em nota.

“Estamos otimistas que esse transplante vai ajudar a restabelecer as funções urinária e sexual próximo do normal para este jovem homem”, disse W.P. Andrew Lee, professor e diretor de cirurgia plástica e reconstrutiva na Escola de Medicina da JHU.

Segundo os médicos, o rapaz deverá voltar a urinar pelo pênis nas próximas semanas e, por fim, deverá recuperar sensibilidade o suficiente para ter ereção. Mas a extensão de sua função sexual só será conhecida em cerca de seis meses. O paciente foi gravemente ferido há alguns anos na explosão de um artefato artesanal no Afeganistão, explicou Lee.

Todo o pênis, o escroto sem os testículos e parte da parede abdominal vieram de um doador falecido.O militar pediu anonimato, mas divulgou uma curta nota, dizendo que espera deixar o hospital na semana que vem.

“É um ferimento realmente incompreensível, não é fácil de aceitá-lo”, disse. “Quando acordei, finalmente me senti mais normal”, completou.

O paciente consegue se levantar e dar alguns passos e deve ter alta do hospital esta semana.Transplantes penianos já haviam sido feitos, mas a soma do escroto representa um avanço adicional para a medicina.Embora também tenha perdido os testículos na explosão, os médicos não os restauraram no transplante.

“Os testículos não foram transplantados porque nós tomamos uma decisão no início do programa de não transplantar tecido que produza esperma porque isto traria uma série de questões éticas”, explicou o cirurgião plástico da JHU, Damon Cooney.

“Em particular, a capacidade do receptor do transplante em ter filhos resultaria na transmissão do material genético do doador do tecido transplantado à descendência do receptor”, prosseguiu Cooney.

Embora tenha preservado a próstata na explosão, como perdeu os testículos, ele não conseguirá ejacular.O primeiro transplante de pênis do mundo foi feito na China, mas precisou ser removido posteriormente devido “a um severo problema psicológico no receptor e em sua esposa”, explicaram os médicos.

Ainda segundo eles, apenas quatro transplantes penianos foram realizados com sucesso, inclusive o anunciado nessa segunda. Dois foram feitos na África do Sul, país onde foi realizada a primeira cirurgia bem sucedida, em 2015. Os Estados Unidos fizeram o primeiro transplante peniano exitoso em 2016.

UOL

Geral

Pesquisa mostra que 19% dos brasileiros pretendem ter filhos nos próximos 2 anos

IBOPE DIVULGA PESQUISA SOBRE NATALIDADE (MARCELO CAMARGO/ARQUIVO AGÊNCIA BRASIL)

Nos próximos dois anos, apenas 19% dos brasileiros pretendem ter filhos, 17% por gravidez e 2% por adoção. É o que mostra uma pesquisa sobre natalidade, divulgada pelo Ibope. Do total de entrevistados, 79% não pretendem ter filhos até 2020, e 2% não sabem.

A pesquisa do Ibope foi realizada entre os dias 15 e 18 de março com 1.491 pessoas com mais de 16 anos, em 143 municípios de todas as regiões do país.

O Nordeste é a região onde as pessoas estão mais abertas à maternidade/paternidade, 19% pretendem ter filhos biológicos e 3% querem adotar uma criança. Lá, 76% não pretendem ter filhos. Na Região Sul, apenas 11% pretendem ter filhos biológicos, e 87% não pretendem nos próximos dois anos.

No  Sudeste, 18% querem filhos biológicos e 2% querem adotar; 77% não pretendem ter filhos. No período de dois anos, nas regiões Norte e Centro-Oeste, 16% dos entrevistados pretendem ter filhos, por meio de uma gravidez e 1% por adoção; 82% não querem filhos.

Parto natural ou cesária

Entre os que pretendem ter filhos, 76% querem o parto normal em uma maternidade ou hospital, e 3% querem o parto em casa. Mesmo no caso de uma gravidez sem complicações, ou seja, quando não há risco nem para a mãe e nem para o bebê, 20% pretendem fazer uma cesariana.

Agência Brasil

Educação

Projeto “No Curso do seu sonho”, que percorre mais de 50 cidades do Brasil, chega ao RN

INICIATIVA CONTEMPLA TRÊS CIDADES DA REGIÃO METROPOLITANA DE NATAL E OFERECE SERVIÇOS DE UTILIDADE PÚBLICA GRATUITAMENTE

Cada vez mais comprometida com sua missão de “Educar para Transformar”, a Estácio põe na estrada o projeto “No curso do seu sonho”, que percorre cidades do Brasil ao longo de um ano. O objetivo é levar à população a oportunidade de realizar o sonho do Ensino Superior, como também, dispor à comunidade vários serviços de utilidade pública e ações nas áreas de saúde e orientação jurídica. No RN, as cidades de Parnamirim, Macaíba e Ceará-Mirim foram as escolhidas para a prática do projeto.

No caminhão também funcionará um vestibular itinerante, no qual os candidatos poderão realizar o exame gratuitamente, além de esclarecer dúvidas sobre matrícula/cursos. Conjuntamente, estão disponíveis os serviços de atendimento sócio-jurídico, avaliação e orientação nutricional, verificação de pressão, avaliação glicêmica capilar, e conscientização sobre incontinência urinária. Todas estas atividades serão realizadas por alunos coordenados por professores da instituição.

NO CURSO DO SEU SONHO

 

Macaíba

Data: quarta-feira, 25/04

Local: Praça do ” M ” conhecida também por Praça Augusto Severo, centro

Horário: 10h às 15h

 

Ceará-Mirim

Data: Quinta-feira, 27/04

Local: CRAS Urbano – Rua Profa. Maria de Lourdes de Oliveira, 113. Bairro Nova Descoberta

Horário: 10h às 15h

 

Parnamirim

Data: sexta-feira, 27/04

Local: Avenida Brigadeiro Everaldo Breves, 130, em frente à igreja Católica no centro

Horário: 10h às 15h

 

PROJETO

O primeiro estado a receber o projeto foi Minas Gerais, começando por Betim, em novembro de 2017. Depois, seguiu para o Espírito Santo.

Na Bahia o projeto visitou as cidades de Teixeira de Freitas, Eunápolis, Ilhéus, Itabuna, Vitória da Conquista, Jequié e Jaguaquara. Depois de Feira de Santana, foi a vez do projeto chegar às cidades de Camaçari e Salvador.

Na sequência, o caminhão seguiu para Alagoas, Pernambuco, Paraíba e agora chega ao Rio Grande do Norte. Depois vai para o Ceará, Piauí, Maranhão, Pará, Tocantins, Goiás, e o encerramento será em Minas Gerais, em Belo Horizonte, no dia 06 de dezembro de 2018. Durante um ano o caminhão percorrerá 52 cidades, rodando mais de 9 mil quilômetros.

Segundo o diretor comercial da Estácio, Luciano Moreira, a principal missão do projeto é mostrar à comunidade que a instituição oferece diversas formas de cursar o Ensino Superior e garantir uma colocação no mercado de trabalho. “Queremos comprovar que, mesmo em algumas cidades que ainda não contam com um campus Estácio, é possível estudar na modalidade Ensino a Distância, na qual oferecemos mais de 30 cursos reconhecidos pelo MEC, com elevados conceitos de qualidade. E, além disso, oferecemos Graduação (Tradicional e Tecnológica), Licenciatura, cursos de pós-graduação lato sensu e MBA Executivo. Temos ainda cinco cursos de Mestrado e três de Doutorado avaliados com elevados conceitos de qualidade pelo MEC (CAPES)”, explica Luciano Moreira.