Últimas do FM

Cidades

Natal-Parnamirim: Paralisação irá reduzir circulação de trens nesta sexta-feira

SISTEMA DE TRENS URBANOS DE NATAL

SISTEMA DE TRENS URBANOS DE NATAL

A CBTU informa à população que o Sistema de Trens Urbanos de Natal irá funcionar com número de viagens reduzido nesta sexta-feira, 11, em virtude da paralisação parcial das atividades deflagrada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias e de Transporte sobre Trilhos no Estado do RN – SINTEFERN.

Devido a paralisação, serão suspensas temporariamente na Linha Sul (Natal /Parnamirim) as viagens entre as 8h09 e 15h18. Na Linha Norte (Natal/Ceará-Mirim) as viagens também não ocorrerão das 9h36 às 15h36. Com isso, 16 viagens serão realizadas, correspondendo a 60% da grade horária programada para o dia.

Via Certa Natal

 


Governo

Governo lança programa para financiar reforma de moradia de baixa renda

MICHEL TEMER LANÇA OFICIALMENTE NESTA QUARTA-FEIRA O CARTÃO REFORMA, DESTINADO A FINANCIAR REFORMAS DE MORADIAS PARA A BAIXA RENDA

MICHEL TEMER LANÇA OFICIALMENTE NESTA QUARTA-FEIRA O CARTÃO REFORMA, DESTINADO A FINANCIAR REFORMAS DE MORADIAS PARA A BAIXA RENDA

Na tentativa de criar uma agenda positiva, o presidente Michel Temer lança oficialmente nesta quarta-feira o cartão Reforma, destinado a financiar reformas de moradias para a baixa renda (até R$ 1.800), a fundo perdido. O programa só vai começar a funcionar a partir de 2017 e terá R$ 500 milhões do orçamento da União. A ideia é beneficiar no primeiro ano cerca de 100 mil famílias.

A quantia que cada família vai ganhar vai variar entre R$ 2 mil e R$ 9 mil, dependendo da reforma a ser realizada. Caberá às prefeituras selecionar os bairros ou comunidades que serão beneficiados. As autoridades locais farão visitas para identificar as necessidades de cada morador — que receberá o cartão emitido pela Caixa Econômica Federal já no valor estipulado para o serviço. A compra do material de construção poderá ser feita nas lojas credenciadas ao banco.

Segundo o ministro das Cidades, Bruno Araújo, famílias de todo o país poderão ter acesso ao cartão. Mas, o programa não será executado de forma pulverizada. Será destinado às moradias concentradas nas áreas selecionadas (regularizadas ou processo de legalização), para facilitar a fiscalização.

A iniciativa é inspirada em projetos de governos estaduais, como de Goiás, como exemplo. Além do alto grau de retorno de satisfação dos beneficiados, disse o ministro, a medida ajuda a melhorar a qualidade das moradias, reduzindo assim, o déficit habitacional e a demanda por novas unidades do programa Minha Casa Minha Vida. Ele destacou que as famílias contempladas vão entrar com a contrapartida do custo da mão de obra.

— Geralmente, 60% do custo das reformas são com material de construção e os 40% restantes, com mão de obra — disse o ministro, acrescentando que prefeitos e governadores também poderão participar, oferecendo contrapartidas como equipe de engenheiros para prestar assistência técnica gratuita às famílias.

Para marcar o lançamento do programa social do governo Temer, foram convidados para a cerimônia governadores, prefeitos, representantes do setor produtivo (de lojas de material de construção), além de autoridades governamentais. Durante o evento, será assinado o primeiro contrato habitacional na nova faixa do programa Minha Casa Minha Vida (faixa 1,5, para renda familiar de até R$ 2.350).

Esta faixa foi criada ainda na gestão petista, diante da escassez de recursos orçamentários para a faixa 1 (até R$ 1.800), em que a casa é praticamente doada, com prestações simbólicas. Na faixa intermediária, as famílias arcam com um financiamento, mas o valor do subsídio do FGTS (também a fundo perdido) pode chegar a R$ 45 mil por unidade.

Portal O Globo


Política

Dilma diz que Hillary tem espírito digno ao reconhecer vitória de Trump no lugar de articular golpe

DILMA (À DIR.) E HILLARY EM ENCONTRO REALIZADO EM 2011

DILMA (À DIR.) E HILLARY EM ENCONTRO REALIZADO EM 2011

A ex-presidente Dilma Rousseff declarou nesta quarta-feira (9) que a eleição de Donald Trump faz parte da democracia e que a candidata derrotada Hillary Clinton tem o “espírito digno” ao “respeitar os resultados eleitorais” no lugar de articular um “processo golpista de impeachment”.

Em suas contas no Facebook e Twitter, Dilma escreveu que “a democracia é um sistema que prevê ganhadores e perdedores nas eleições diretas”.

“A tradição de um democrata é reconhecer a derrota, e não articular um processo golpista de impeachment sem medir as consequências para o seu país”, escreveu Dilma, que foi afastada do cargo este ano após sofrer um processo de impeachment no Congresso.

“Os líderes americanos, apesar dos ânimos acirrados, respeitam os resultados eleitorais, como define a Constituição dos EUA. Hillary Clinton mostra o espírito digno de uma liderança de tradição democrática”, afirmou a petista.

Portal UOL

Política

‘Por favor!’: Michelle em 2020

MICHELLE OBAMA DISCURSA EM EVENTO FINAL DA CAMPANHA DE HILLARY CLINTON | CARLOS BARRIA/REUTERS

MICHELLE OBAMA DISCURSA EM EVENTO FINAL DA CAMPANHA DE HILLARY CLINTON | CARLOS BARRIA/REUTERS

Com a derrota de Hillary Clinton, os democratas se veem órfãos de uma liderança nacional capaz de recolher os cacos e reavivar a esperança do partido para a disputa de 2020 — a não ser, como imploram internautas, que a popular primeira-dama Michelle Obama assuma a dianteira da agremiação e se lance à Presidência.

O apelo à primeira-dama suscitou um movimento nas redes sociais logo que Donald Trump foi confirmado eleito. Um dos mais eloquentes cabos eleitorais de Hillary na campanha, Michelle ainda inspira o sonho de parte do eleitorado de ver uma mulher à frente da Casa Branca. O futura dela, embora incerto, não deve permear o mundo político, na visão do próprio marido.

Barack Obama garantiu à imprensa nacional que a mulher não tem “a paciência nem a vontade” de concorrer. Ela mesma já havia dito que pretendia levar adiante a luta por causas sociais — entre outras, em favor de apoio a veteranos de guerra e educação a meninas — sem que para isso precisasse de um posto em Washington. Mas os internautas não pretendem desistir até convencê-la do contrário.

“Oi, Michelle Obama. Você poderia, por favor, concorrer à Presidência em 2020? Os EUA precisam de alguém com senso na cabeça”, escreveu um internauta.

Tem usuário que já crava o sucesso, confiante de que o tuíte profético vá reaparecer na internet daqui a quatro anos.