Últimas do FM

Geral

Beto Rosado cobra liberação de recursos para Caicó e Ufersa no Ministério do Esporte

BETO ROSADO COBRA

BETO ROSADO COBRA LIBERAÇÃO DE RECURSOS PARA CAICÓ E UFERSA

O deputado federal Beto Rosado (PP) se reuniu, na manhã desta terça-feira (18), com o chefe da assessoria parlamentar do Ministério do Esporte, Richard Gomes da Silva, de quem cobrou a liberação de recursos da pasta para o município de Caicó e para a Universidade Federal Rural do Semiárido (Ufersa).

Para Caicó, o parlamentar reforçou a importância da liberação de R$ 600 mil em convênio, para a construção de uma quadra poliesportiva no município. O contrato foi firmado em 2013 e ainda não teve os recursos liberados.

No que diz respeito à Ufersa, o deputado pediu agilidade na liberação de R$ 283.533,00 para a implantação do programa segundo tempo universitário na instituição de ensino, que possui dois núcleos na cidade de Mossoró. A ideia é atender cerca de 600 estudantes, com a oferta das práticas de voleibol, basquetebol, jiu-jitsu, futebol, futsal, handebol, dança e capoeira.

“São duas reivindicações importantes. A primeira, para dar ao povo caicoense um novo equipamento de esporte e lazer. A segunda, para que a Ufersa possa desenvolver a prática esportiva com os estudantes. Precisamos de agilidade para que as atividades iniciem o quanto antes. Quando investimos em esporte também estamos investindo em saúde, segurança e na juventude”, declarou o parlamentar.

Richard se comprometeu a levar os pleitos de Beto Rosado ao ministro Leonardo Picciani, para que os investimentos sejam repassados ainda neste ano.

Política

Adutora do Alto Oeste deve ficar pronta em 30 dias, afirma Carlos Augusto

ADUTORA DE ALTO OESTE

ADUTORA DE ALTO OESTE DEVE FICAR PRONTA EM 30 DIAS

O deputado estadual Carlos Augusto Maia (PSD) falou, durante sessão plenária na Assembleia Legislativa, nesta terça-feira (18), sobre a reunião que teve com o Diretor-Presidente da Companhia de Água e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern), Marcelo Toscano. Ele tratou das obras da Adutora do Alto Oeste, que devem ficar prontas em 30 dias.

“Com o fim da obra, a água da adutora vai chegar aos municípios de João Dias e Martins regularizando o abastecimento na região. Isso é fundamental para a manutenção da vida nas cidades. O abastecimento já foi regularizado no município de Frutuoso Gomes e vamos apresentar um requerimento para incluir a cidade de Almino Afonso como beneficiária da Adutora”, disse o parlamentar.

Carlos Augusto Maia disse que o requerimento prevê um estudo para saber se a adutora suporta mais um município. Durante o pronunciamento, o parlamentar registrou que, na próxima quinta-feira (20), vai acontecer uma reunião extraordinária conjunta das Comissões de Constituição e Justiça, Finanças e Administração para discutir o Projeto de Lei governamental enviado à Assembleia.

O projeto institui o Fundo de Investimentos em Infraestrutura do Rio Grande do Norte. Na ocasião, o deputado parabenizou todos os médicos e acadêmicos na área de medicina pela passagem do Dia do Médico.

Assembleia Legislativa do RN

Mineiro pede providências para impasse na Ceasa e salários atrasados

MINEIRO PEDE PROVIDÊNCIA SOBRE SALÁRIOS ATRASADOS

MINEIRO PEDE PROVIDÊNCIA SOBRE SALÁRIOS ATRASADOS

A decisão judicial da 19° Vara Civil de Natal que determinou o fechamento da Central de Abastecimento do Rio Grande do Norte (Ceasa) foi tema de pronunciamento nesta terça-feira (18), em sessão plenária na Assembleia Legislativa, por parte do deputado Fernando Mineiro (PT). O parlamentar cobrou providências do Governo do Estado para solucionar o problema.

“A decisão é decorrente do não cumprimento por parte da Ceasa de uma série de medidas que foram determinadas judicialmente em 2010. Sugiro ao governo que recorra da decisão do fechamento pelas consequências drásticas que essa paralização pode gerar, mas espero também que o Executivo estadual tome as medidas necessárias para cumprir com as condicionantes impostas pela determinação judicial de 2010”, disse Mineiro.

De acordo com o parlamentar, a hipótese de paralização teria um forte impacto negativo no abastecimento de alimentos em Natal e parte da região metropolitana. “É uma situação gravíssima que estamos vivendo e que vem sendo protelada há muito tempo. Caso a Ceasa seja fechada, a medida vai inviabilizar a rede de comércios de Natal. É preciso que se abra um processo de pactuação entre as partes para que a situação seja resolvida sem maiores impactos e prejuízos”, analisa Mineiro.

Em aparte, a deputada Márcia Maia (PSDB) se somou ao pronunciamento e revelou números relativos à Ceasa. “Seria um prejuízo diário de R$ 500 mil aos 428 permissionários, afetando cerca de 4 mil famílias diretamente e aproximadamente 50 mil famílias como um todo. O impacto é enorme. O deputado Mineiro tem toda razão. É necessário sim que o governo recorra da decisão, mas que providencie o cumprimento dos outros itens impostos pela decisão judicial”, falou Márcia.

O atraso no pagamento de salários aos servidores públicos do Estado também foi abordado pelo deputado Fernando Mineiro nesta terça-feira. O parlamentar sugeriu uma reunião da Casa Legislativa com o servidores da área da Segurança que se fizeram presentes nas galerias do plenário durante a sessão. Em outra sugestão à presidência do Legislativo, Mineiro propôs ainda uma audiência com a Comissão de Fiscalização e Finanças (CFF) para discussão do projeto do Orçamento Estadual de 2017, em tramitação na Casa.

Audiência
Ao final do pronunciamento, o deputado reforçou o convite para uma audiência pública no próximo dia 24, na Assembleia Legislativa, para discutir a PEC 241 e os impactos nas políticas públicas do Estado.

Assembleia Legislativa do RN

Para Kelps, Governo precisa fazer reformas estruturais

DEPUTADO KELPS LIMA DIZ QUE GOVERNO

KELPS LIMA DIZ QUE GOVERNO PRECISA FAZER REFORMAS ESTRUTURAIS

As dificuldades financeiras do Estado, que vem provocando constantes atrasos no salário dos servidores e causando efeitos na economia foram destaque no pronunciamento do deputado Kelps Lima (Solidariedade) na sessão plenária desta terça-feira (18). O parlamentar disse que diante deste cenário é preciso realizar reformas estruturais.

“Este atraso tem causas e efeitos que são fáceis de detectar na vida das pessoas, na economia e na qualidade do serviço prestado. Como é que o servidor tem condições de ir trabalhar satisfeito e tranquilo, sabendo que está em falta com seus credores, entre eles o Governo? As contas chegam, o salário não vem no mesmo ritmo e nós brasileiros pagamos as mais altas taxas de juros do mundo”, disse o deputado.

Kelps alertou para o que chamou de “ciranda”, num desgaste financeiro e voltou a sugerir medidas administrativas. “Sem reformas estruturais o Rio Grande do Norte não sairá da crise. A gente precisa mudar a previdência do Estado e o servidor não pode ser passivo, reclamar só quando o salário atrasar, pois junto com a sociedade e os agentes políticos ele deve ser o maior incentivador das mudanças”, afirmou.

Na avaliação de Kelps, a população de baixa renda, que não tem outra alternativa a não ser utilizar os serviços públicos básicos, é a parte mais penalizada, além dos servidores, que continuam trabalhando em condições adversas sem receber o salário em dia. O deputado também questionou gestões passadas pelo déficit na previdência: “Daqui a 10 ou 15 anos não haverá dinheiro para pagar os aposentados e não adianta iludir o servidor nem também vender os imóveis do Estado para resolver o problema como quer o governador”, disse.

Em aparte, os colegas George Soares (PR) e Gustavo Fernandes (PMDB) também demonstraram preocupação com a atual situação do Estado. “O assunto é preocupante, o governo tem que dar um jeito e também rever a questão dos servidores, para que todos recebam em dia”, disse. Líder governista, o deputado Dison Lisboa (PSD) afirmou que o Governo vem fazendo a sua parte, precisando arrecadar para conseguir pagar: “Nenhum gestor quer atrasar salário, mas a crise é uma questão nacional e já são 20 estados na iminência de entrar em calamidade financeira”, disse.