Política

‘Não foi ditadura, mas governo autoritário’, diz Mourão sobre regime de 1964

O vice-presidente Hamilton Mourão Foto: Edilson Dantas / Agência O Globo

O VICE-PRESIDENTE HAMILTON MOURÃO. (FOTO: EDILSON DANTAS / AGÊNCIA O GLOBO)

O vice-presidente Hamilton Mourão  afirmou nesta quarta-feira que a ditadura militar brasileira (1964-1985) foi um regime autoritário. Mas ele rechaçou o uso do termo “ditadura”. Em seminário organizado pela revista “Voto”, Mourão fez um breve resumo da história brasileira, começando pelo descobrimento da América, em 1492, e indo até o governo do presidente Jair Bolsonaro.

– Em 64 outra ruptura, na esteira da Guerra Fria e do movimento comunista internacional. Cai o governo do presidente João Goulart. E entramos naquele período que alguns chamam de ditadura militar. Eu prefiro chamar de governo de presidentes militares. Foi um governo autoritário. Autoritário sim. Exerceu o poder por meio do ato institucional número 5 por dez anos – afirmou Mourão.

O vice-presidente defendeu a reforma da previdência. Caso contrário, disse ele, o país terá recursos em 2022 apenas para pagar salários e aposentadorias. Também pregou prioridade na segurança pública.

Mourão confirmou que o presidente Jair Bolsonaro retorna hoje para Brasília.

– Em um dia como hoje, onde nós temos a alegria e a satisfação de saber, que no início da tarde, nosso presidente, depois de toda a luta que travou pela saúde após o covarde atentado que sofreu ano passado, está retornando recuperado, capacitado e em condições de a partir de agora dirigir com mão firme, com determinação todas essas tarefas que nós nos colocamos pela frente.

Fonte: O Globo


Deixe um Comentário