Turismo

Na Alemanha, comitiva potiguar conhece o marketing e os números do turismo na região dos rios Mosel e Reno

 

LIDERADA PELO PRESIDENTE DA FECOMÉRCIO RN, MARCELO QUEIROZ, A COMITIVA DO RN CUMPRE AGENDA NO ESTADO ALEMÃO DA RENÂNIA-PALATINADO

Liderada pelo presidente do Sistema Fecomércio RN, Marcelo Queiroz, a comitiva de representantes do Estado, de municípios turísticos e de entidades empresariais do Rio Grande do Norte que está cumprindo agenda no estado alemão da Renânia-Palatinado ao longo de toda esta semana, foi recebida nesta segunda, 19, pelo gerente executivo da Câmara de Indústrias e Comércio (IHK) da cidade de Trier, no estado alemão da Renânia-Palatinado, Jan Glockauer.

Ele fez um breve relato sobre cada ponto da extensa programação que a comitiva norte-riograndense irá cumprir no estado até o próximo sábado (24). Na oportunidade, o presidente Marcelo Queiroz registrou a importância da visita e, sobretudo, do aprendizado que os potiguares deverão ter ao longo de toda a semana.

“Esta comitiva, tão representativa e abrangente em seus participantes, veio para a Renânia-Palatinado uma enorme expectativa de que possamos sair daqui entendendo melhor o mergulho profissional que este estado deu na exploração sustentada e continuada do turismo como negócio e como pilar do desenvolvimento de uma região. Tenho certeza de que conseguiremos nosso objetivo. E que o turismo que fazemos no Rio Grande do Norte ganhará em muito com as experiências que levaremos daqui. E, ganhando o turismo potiguar, ganha toda a nossa economia, ganha o Estado e, sobretudo, ganha nosso povo, que será sempre grato e parceiro do povo da Renânia”, disse Queiroz.

O diretor regional do Senac, Fernando Virgilio, fez uma apresentação sucinta de algumas das parcerias já  firmadas com o estado alemão. Ele destacou o fato de que, desde 2015, o portfólio de cursos do Senac no eixo de Turismo vem sendo incrementado, sobretudo na área de Gastronomia, graças ao intercâmbio com a Renânia-Palatinado. “Nós agregamos pelo menos uma dezena de cursos que foram viabilizados por meio da capacitação de instrutores nossos por parte dos especialistas enviados pelo governo da Renânia, que inclusive chegou a investir cerca de 37 mil euros em um laboratório completo de panificação para a realização de cursos nesta área. Somos muito gratos por esta parceria e temos certeza de que levaremos conosco um grande aprendizado desta viagem”, afirmou Virgilio.

Ainda na parte da manhã, a comitiva assistiu uma apresentação feita por representantes da Trier Tourism und Marketing (TTM, empresa privada que cuida do marketing turístico de Trier e de toda a região dos rios Reno e Mosel).

A equipe da TTM detalhou as estratégias de marketing e relacionamento com o público-alvo desenvolvidas em busca de consolidar a atividade turística como um motor cada vez mais importante da economia desta região do estado alemão da Renânia-Palatinado.

Um dos pilares do segmento na cidade de Trier especificamente é apostar em eventos e em visitas guiadas temáticas, aproveitando o perfil histórico da região que tem nada menos que cinco monumentos declarados pela Unesco como patrimônio histórico da humanidade, além de uma ligação ancestral com os tempos áureos do império romano.

O presidente Marcelo Queiroz destacou o nível de profissionalismo do trabalho voltado à promoção turística desenvolvido em Trier e na região. “Percebe-se um cuidado muito grande com cada detalhe, um planejamento de médio e longo prazo e uma visão empresarial, atualizada e com foco em se manter sempre em sintonia com o que o mercado espera. Os resultados se refletem nos números”, disse ele.

A região dos rios Mosel e Reno que inclui as cidades de Trier, Koblenz, Oberwessel, Binger e outras recebe, por ano, cerca de 2,3 milhões de turistas que movimentam mais de 1,2 bilhão de euros (cerca de R$ 4 bilhões). Somente a cidade de Trier recebe 430 mil turistas por ano, com 800 mil pernoites nos seus hotéis, que contabilizam uma ocupação média anual na casa dos 73%.

O coordenador da Câmara Empresarial do Turismo da Fecomércio RN, George Gosson, fez questão de destacar como relevante o trabalho apurado de estatística e controle do fluxo turístico da cidade. “Os números trazem um histórico de pernoites que remonta ao ano de 1981 até 2016. E há todo um detalhamento de polos-emissores, gastos realizados na cadeia turística. São informações fundamentais para embasar e planejar o trabalho que, infelizmente, no Brasil ainda estamos com certa dificuldade de viabilizar, embora estejamos caminhando bem, sobretudo nos dois últimos anos. O cenário é desafiador, ainda há muito trabalho a ser feito nesta área”, disse ele.

O presidente Marcelo Queiroz também aproveitou a ida a Trier para assinar com o diretor-gerente da TTM, Norbert Käthler, um protocolo de intenções para um futuro intercâmbio de profissionais da área de promoção turística.

A comitiva

Além do presidente Marcelo Queiroz, do diretor Regional do Senac RN, Fernando Virgilio, o coordenador da Câmara Empresarial do Turismo da Fecomércio RN, George Gosson, fazem parte da comitiva:; o secretário-adjunto de Turismo do RN, Manoel Gaspar Neto; a secretária de Turismo de Natal, Christiane Alecrim; a subsecretária de Turismo e coordenador dos polos turísticos do RN, Solange Portela; a secretária de Turismo de São Miguel do Gostoso, Janielle Linhares; a secretária de Turismo de Tibau do Sul, Elizabeth Bauchwitz; o secretário de Turismo de Serra de São Bento, Clovis Magdiel Figueiredo; o presidente da Abav RN, Abdon Gosson; o presidente da ABIH RN, José Odécio Rodrigues; o vice-presidente do Natal Convention Bureau, George Costa; a presidente da Emprotur RN, Ana Maria Costa; o cônsul honorário da Alemanha no RN, Axel Geppert; o assessor da Diretoria Regional do Senac RN, Estácio Guimarães; e o assessor de Comunicação e Marketing do Sistema Fecomércio RN, Luciano Kleiber.

REPRESENTANTES DO ESTADO, DE MUNICÍPIOS TURÍSTICOS E DE ENTIDADES EMPRESARIAIS DO RN PARTICIPAM DA MISSÃO IDEALIZADA PELA FECOMÉRCIO

Sobre a cidade de Trier

A cidade de Trier fica no Vale do Rio Mosel e foi fundada pelo imperador romano Augusto em 16 AC com o nome de Augusta Treverorum. Mas a área foi ocupada pelo povo Celta muitos séculos antes dos romanos chegarem.

Trier se tornou a residência preferida de vários imperadores romanos, inclusive Constantino, o Grande, o primeiro imperador cristão. Quando o poder dos romanos acabou, os francos tomaram a cidade em 459 DC.

No século 12, Trier virou um centro importante para bispos e arcebispos. Na Idade Média, o Arcebispo de Trier foi um príncipe eclesiástico importante, controlando as terras da fronteira francesa até o Rio Reno. Ele também foi um dos sete eleitores do Sacro Império Romano.

Muitas vezes, Trier foi pega de surpresa por guerras entre a França e a Alemanha, por ficar entre os dois países. Como resultados das Guerras Napoleônicas, Trier virou francesa em 1794. Mas com a derrota final dos franceses em 1815, Trier voltou a ser alemã.

Trier também é conhecida como a “Roma do Norte”.  Como muitas cidades alemãs, Trier sofreu vários estragos durante a Segunda Guerra Mundial, mas se reergueu e hoje, os visitantes lotam suas ruazinhas,atrações arqueológicas e arquitetônicas. Foi em Trier que nasceu o lendário Karl Marx (filósofo, sociólogo, jornalista e revolucionário socialista, autor da Obra Prima “O Capital”, na qual traçou as bases das relações de trabalho do modelo capitalista e sobre a Economia Política), no ano de 1818. A casa onde ele nasceu é hoje é um museu e centro de estudos (próxima à Praça do Mercado – Hauptmarkt).

A Hauptmarkt (praça do mercado da cidade) é uma das mais bonitas da Alemanha, com fachadas de prédios centenários maravilhosos e uma linda fonte. Ela é ponto de partida para os passeios pelas várias ruas só para pedestres em várias direções.



Deixe um Comentário