Política

O MP cochilou: em Extremoz, presidente da Câmara pavimentou candidatura a prefeito com a criação de 67 cargos comissionados

JOAZ OLIVEIRA (PR), CRIOU E IMPLANTOU 67 CARGOS COMISSIONADOS NA CÂMARA MUNICIPAL

JOAZ OLIVEIRA (PR), CRIOU E IMPLANTOU 67 CARGOS COMISSIONADOS NA CÂMARA MUNICIPAL

Desta vez o Ministério Público cochilou com relação a realização de um “trem da alegria” que  entrou nos trilhos da Câmara Municipal de Extremoz, em julho de 2015, quando o presidente da Casa, vereador Joaz Oliveira (PR),  criou e implantou 67 cargos comissionados no Legislativo municipal.  O ato, referendando na época pelo prefeito Klauss Rego, serviu para pavimentar o projeto  político do vereador, que hoje é pré-candidato a prefeito de Extremoz.

Segundo fontes locais, o trem da alegria patrocinado por Joaz Oliveira custou aos cofres do município uma cifra da ordem de R$ 89.000,00, indo na contramão da realidade econômica vivenciada pelos demais municípios do estado, que sofrem com a queda da arrecadação e procuram adotar medidas emergenciais de contenção dos gastos públicos.

Em pesquisa na internet, pode-se facilmente  que o site da Câmara de Extremoz está fora de operação e que também não existe em funcionamento um Portal da Transparência.

Embora a Câmara Municipal esteja inserida em um pequeno município da Grande Natal, onde cerca de  23% de sua população se encontra na faixa de pobreza (índice de Gini/      2010),  e a renda per capita não chega a R$ 600,00, os  beneficiários dos cargos criados por Joaz Oliveira não têm o que reclamar da vida – os seus salários oscilam entre 2.500,00 a 900,00.


Deixe um Comentário