Corrupção

Ministro do STF envia inquérito sobre Rogério Marinho (PSDB) para a 1ª instância de Natal

INQUÉRITO QUE INVESTIGA  DESVIO DE DINHEIRO PÚBLICO QUANDO O DEPUTADO ERA VEREADOR DE NATAL, ENTRE 2003 E 2006.

O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou nesta terça-feira (8) o envio de mais dois casos criminais com suposta participação de deputados federais para a Justiça de primeira instância. Um deles foi o inquérito que apura suposta prática de peculato (desvio de verba pública) do deputado federal Rogério Marinho (PSDB) quando ele era vereador de Natal, entre 2003 e 2006. Se condenado, Rogério Marinho pode pegar até 12 anos de prisão. A investigação será enviada para uma das Varas Criminais da primeira instância de Natal.

A decisão segue entendimento firmado na semana passada para deixar na Corte somente inquéritos e ações penais sobre crimes ocorridos durante o mandato parlamentar e ligados às funções do cargo.



Deixe um Comentário