Política

“Minha condição era apenas de carona”, diz Styvenson, ao justificar o fato de o veículo que viajava ter sido detido em blitz

STYVENSON: “QUERO REAFIRMAR QUE NÃO SOU PROPRIETÁRIO DO VEÍCULO MENCIONADO NEM O ESTAVA CONDUZINDO”

Sobre a notícia publicada no BLOG DO FM, que informou o fato de o candidato ao Senado Federal, capitão Styvenson Valentim, ter caído em uma blitz na noite desta quinta-feira, 20, na zona Sul de Natal, quando seguia de carona em um carro sem documento, veículo que foi devidamente retido, o ex-coordenador da Lei Seca presta os seguintes esclarecimentos, em nota abaixo publicada:

“Quero reafirmar que não sou proprietário do veículo mencionado nem o estava conduzindo.
Minha condição era apenas de carona e, por isso mesmo, não questionei sobre o porte de documentos.
Diante da abordagem policial, que muitas vezes realizei, fiz questão de me isentar, em silêncio, para que qualquer palavra não fosse interpretada como uma tentativa de ingerência.

É importante lembrar que o porte do Certificado de Licenciamento Anual é obrigatório, porém, desde 2016, “é dispensado quando, no momento da fiscalização, for possível ter acesso ao sistema informatizado para verificar se o veículo está licenciado”.

É o que diz o Parágrafo Único do artigo 133 do Código de Trânsito Brasileiro.

Capitão Styvenson

NOTA DO REDATOR:

Nenhuma culpa pode ser imputada ao capitão Styvenson Valetim, pelo simples fato da sua má sorte de ter pego uma carona em um veículo sem a documentação obrigatória.

Não conheço uma só pessoa que, ao pegar uma carona com quem quer que seja, pergunte ao motorista se está portando  os documentos do veículos, ou se os mesmos estão em dia.

Querer fazer do episodio um “fato político” é puro exercício de ficção.

O fato é que o carro em que Styvenson viajava como “carona” foi detido por falta de documentação.

Isso não é fake news.

No entanto, querer associar o ex-coordenador da Lei Seca à irregularidade cometida pelo dono do veículo é pura conspiração de botequim.  

 


Deixe um Comentário