Saúde

Maternidade Araken Pinto será entregue nesta terça-feira, dia 8 de março

NOVAUNIDADE MATERNO-INFANTIL VAI FUNCIONAR COM A ESTRUTURA AMPLIADA DA ANTIGA MATERNIDADE DAS QUINTAS.(FOTO: PREFEITURA DE NATAL)

NOVA UNIDADE MATERNO-INFANTIL VAI FUNCIONAR COM A ESTRUTURA AMPLIADA DA ANTIGA MATERNIDADE DAS QUINTAS.(FOTO: FRANKIE MARCONE)

 

A Prefeitura de Natal, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), entrega nesta terça-feira, dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher, às 17h, a Maternidade Dr. Araken Irerê Pinto. A nova unidade terá 37 leitos de internação, com perspectiva de ampliação, Centro Cirúrgico com duas salas, e deve realizar uma média de 300 atendimentos por dia e 600 partos por mês.

A Maternidade fica localizada na Rua Coronel Juventino Cabral, 1735, Tirol, por trás do IFRN Central. A Maternidade Araken Pinto contará com serviços de excelência na assistência materno-infantil, com uma maior e melhor ambiência para as parturientes de Natal e os servidores.

O secretário Municipal de Saúde de Natal, Luiz Roberto Fonseca, destacou a estrutura da nova Maternidade e ressaltou a importância da assistência humanizada, que será a marca da Araken Pinto. “Essa maternidade é um presente para todas as mulheres de Natal e mostra o respeito pelo protagonismo da mulher na hora do parto e o acolhimento da família. Não é só o procedimento no parto que faz a diferença, é a assistência que damos. Será uma maternidade de excelência, com atendimento voltado para os usuários do SUS”, destacou.

Além das práticas de humanização, como a presença do acompanhante, de parto, massagens, banhos terapêuticos, exercícios respiratórios e na bola, escalda pés, caminhadas, a Maternidade Araken Pinto adotará uma política assistencial respeitando a garantia dos direitos da mulher, a assistência competente e carinhosa, a preferência ao parto humanizado e o respeito ao plano de parto.

“Vamos ampliar os serviços que já oferecíamos a população natalense, pois nossa meta é oferecer o atendimento integral à mulher gestante e ao bebê, desde o momento em que ela vem conhecer a Maternidade até a alta médica”, explica a diretora Aloma Tereza.

Na Maternidade Araken Pinto, a parturiente será encaminhada inicialmente para a Sala de Acolhimento, onde passará por uma escuta qualificada, passando por uma classificação de risco. A paciente passará por uma das duas salas de exames, com médicos obstetras, que farão a triagem. A assistência à mulher, desde a admissão até a alta médica, é dentro do parto humanizado, onde os profissionais desenvolvem ações alternativas de alívio da dor. A ideia da maternidade é trabalhar a gestante naturalmente, sem nenhuma intervenção de medicamentos.

Homenageado Araken Pinto

Formou-se em Medicina no Recife, em 1955, e fez residência médica em São Paulo por dois anos. Ao voltar para Natal, ingressou no quadro de saúde da Polícia Militar, de onde saiu para ser professor da recém-criada Faculdade de Medicina. Aliou-se ao professor Dr. Leide Morais, ao lado de outros colegas, para a criação de uma das melhores escolas do país em Toco-Ginecologia. Publicou vários trabalhos científicos e foi conferencista em congressos regionais e nacionais. Por várias vezes viajou ao exterior a fim de se atualizar nos avanços da medicina. Era o líder natural da Toco-Ginecologia no Estado, tendo ocupado diversos cargos nos órgãos de classe. Foi um dos fundadores da Academia de Medicina do RN e do Hospital Promater, além de pioneiro do planejamento familiar, à frente da Benfam. Em 2007, resolveu aposentar-se da Medicina e aos 77 anos, em 2009,  faleceu.


Deixe um Comentário