Geral

Maldição ? Incêndio atinge refinaria da Petrobras em Pasadena, no Texas

Incêndio de grandes proporções, atinge a refinaria da Petrobrás, em Pasadena, no estado do Texas (EUA), neste sábado. Foto: Divulgação

Incêndio de grandes proporções, atinge a refinaria da Petrobrás, em Pasadena, no estado do Texas (EUA), neste sábado. Foto: Divulgação

Um incêndio de grandes proporções atingiu neste sábado a refinaria da Petrobras em Pasadena, no Texas, que tem capacidade para 100.000 barris por dia (bpd), informou a Guarda Costeira dos Estados Unidos. Uma porta-voz da Petrobras em Houston disse que não tinha informações de imediato sobre o incidente na refinaria. De acordo com a imprensa americana, há ao menos um ferido.

Uma parte do canal de Houston foi fechada para navegação devido à fumaça proveniente do incêndio, segundo a Guarda Costeira. Uma explosão fez casas próximas à refinaria tremerem na área de Pasadena, nos arredores de Houston, pouco antes do incêndio, de acordo com a emissora local KTRK-TV, afiliada da rede ABC. A controversa aquisição da refinaria de Pasadena pela Petrobras, em 2006, é um dos alvos de investigação da operação Lava Jato, que apura um bilionário esquema de corrupção que envolve a estatal, empreiteiras e políticos.

Os investigadores da Lava Jato já disseram ter encontrado indícios de recebimento de propina por parte de ex-funcionários da Petrobras na operação de compra, e cogitaram até mesmo pedir a anulação da aquisição. A Controladoria-Geral da União (CGU) apontou perdas de 659,4 milhões de dólares da Petrobras na compra. Ao final do processo de aquisição, a estatal pagou 1,25 bilhão de dólares por Pasadena e ainda teve de fazer investimentos de 685 milhões de dólares em melhorias operacionais e manutenção.

A notícia do incêndio vem um dia após a estatal ter fechado a semana com valorização de 48%, fechando o pregão de sexta-feira com alta de 9,89% para os papéis preferenciais e 9,54% para os papéis ordinários. A euforia vista nos papéis foi resultado da nova fase da Operação Lava Jato, que trouxe novos desdobramentos para o caso do “petrolão” após o juiz Sergio Moro ter pedido um depoimento coercitivo ao ex-presidente Lula.

Fonte: Veja


Deixe um Comentário