Luto

Jornalista Boechat voltava de palestra em Campinas quando morreu em acidente de helicóptero

Jornalista Richardo Boechat participou de evento em Campinas Foto: Instagram/Reprodução

JORNALISTA RICHARDO BOECHAT PARTICIPOU DE EVENTO EM CAMPINAS FOTO: INSTAGRAM/REPRODUÇÃO

O jornalista Ricardo Boechat, que morreu nesta segunda-feira em um acidente de helicóptero em São Paulo, participou, pouco antes da queda da aeronave, de um evento da empresa farmacêutica Libbs, em Campinas. Participantes da convenção publicaram imagens que mostram o apresentador no Royal Palm Plaza, no bairro Jardim Novo Califórnia.

Um funcionário,que preferiu não se identificar, contou que a 8ª Convenção da Libbs começou nesta segunda-feira. A participação de Boechat ocorreu logo no início, em que entrevistou o presidente da empresa por cerca de uma hora. O tema foi ética no trabalho.

— Saímos pra almoçar e, quando voltamos, recebemos a notícia. A gente ficou muito surpreso — afirmou.

— Uma sociedade que tem um Estado corrupto na dimensão do nosso, em todos os níveis – do cara da esquina à repartição -, pode se qualificar eticamente tendo esse ente contaminado com esse câncer, com essa intensidade? É possível que a sociedade brasileira construa uma coletividade ética? — perguntou o jornalista ao executivo.

Participantes do evento publicaram imagens do jornalista Foto: Instagram/Reprodução

Em outro vídeo, de apenas 14 segundos, que foi publicado no Instagram de Rafael Almeida, Boechat faz uma brincadeira sobre ida na farmácia. “Luto, Ricardo Boechat, vai em paz”, escreveu Rafael nos Stories.

O médico e palestrante Marco Aurélio Raymundo, conhecido como Morongo, postou uma despedida ao amigo no perfil do Instagram de sua empresa Mormaii.

Foram duas passagens pelo GLOBO. A primeira nos anos 80, e n a segunda, que durou até 2001, foi titular de uma coluna que levava seu nome | Leonardo Aversa / Agência O Globo

FORAM DUAS PASSAGENS PELO GLOBO. A PRIMEIRA NOS ANOS 80, E N A SEGUNDA, QUE DUROU ATÉ 2001, FOI TITULAR DE UMA COLUNA QUE LEVAVA SEU NOME | LEONARDO AVERSA / AGÊNCIA O GLOBO

Estava com o meu amigo Boechat hoje em um grande e belo evento, nos despedimos e nunca mais vou vê-lo. A realidade de nossa fragilidade é chocante! Eu e a Mormaii sentimos muito a perda e enviamos nosso abraço a sua família. Que Deus o receba em festa no céu”, registrou.

Nos comentários, uma funcionária enfatizou o lamento pela morte do jornalista.

“Sou funcionária da libbs, a palestra de vcs foi fantástica! Grande perda!”, disse uma internauta.

Outras publicações trazem fotos e vídeos de Boeacht participando do evento no Royal Palm.

“Que papo bom! @mormaiioficial Morongo e @boechatreal e nosso Presidente”, disse a usuária do Instagram @cintia_oliveira_pereira.

Boechat participou de palestra em Campinas Foto: Instagram/Reprodução / Instagram/Reprodução

BOECHAT PARTICIPOU DE PALESTRA EM CAMPINAS FOTO: INSTAGRAM/REPRODUÇÃO / INSTAGRAM/REPRODUÇÃO

A assessoria de imprensa da Libbs foi procurada, mas ainda não se manifestou sobre o evento.

Em sua última transmissão na Band News, Ricardo Boechat comenta sobre a tragédia de Brumadinho e salienta que as buscas seguem em ritmo lento dada a complexidade do acidente.

— Sabe-se, em linhas gerais, que a culpa não pode ter recaído nem sobre o Vaticano, nem sobre a República da Bessarábia. A culpa está no campo da Vale, no campo da fiscalização, do legislativo. E a cumplicidade, por isso, está no Judiciário que de Mariana para cá pouco fez para dar efetividade às punições que poderiam ter feito na cidade — comenta.

O jornalista fala também sobre o incêndio no Centro de Treinamento do Flamengo, citando reportagem do O Globo, veiculada nesta segunda-feira, que aborda a negligência e impunidade nas tragédias do país e traz um histórico de catástrofes no país.

A impunidade é o que rege as tragédias no Brasil. As consequências não deram em nada. Quando você vai vendo o desdobramento das reações do Estado, percebemos que não só os agentes públicos não pagaram nada por isso, como os agentes privados e seus sócios também não. Esse é justamente o ponto que une todas essas tragédias em nosso país — analisa.

A queda do helicóptero ocorreu sobre um caminhão no kk 22 da Rodovia Anhanguera, próximo ao Rodoanel Mário Covas, em São Paulo, enquanto o jornalista voltava da convenção.

Além de Boechat, outra pessoa que estava no helicóptero morreu, segundo o Corpo de Bombeiros. Até as 13h45, sua indentidade não tinha sido confirmada. O motorista do caminhão ficou ferido e foi socorrido.

O Globo


Deixe um Comentário