Corrupção

Joesley deixou NY e não informou paradeiro aos mais próximos; delação fala sobre milícias do Rio

JOESLEY TERIA SIDO ORIENTADO PELAS AUTORIDADES A NÃO INFORMAR SEU PARADEIRO NEM AOS MAIS PRÓXIMOS

A coluna Painel, da Folha de São Paulo, destaca que interlocutores da JBS tentam rebater a versão de que os irmãos Batista estão se divertindo em Nova York após abrirem crise política no Brasil. Ressaltam que Wesley Batista não saiu do país desde a homologação da delação e que mantém expediente no escritório do grupo. Quanto a Joesley, dizem que viajou para o exterior depois de receber ameaças diretas à sua família.

O empresário passou três dias em Nova York, mas deixou a cidade há uma semana com filha, neto e outros parentes. Joesley teria sido orientado pelas autoridades a não informar seu paradeiro nem aos mais próximos, por receio de interceptações telefônicas ilegais. Na delação da empresa, foram citados nomes da PM e de políticos suspeitos de ligação com as milícias do Rio.


Deixe um Comentário