Turismo

“Grave equívoco”: ex-ministro Henrique Alves critica decisão de Bolsonaro de dispensar de forma unilateral visto de turistas dos EUA, Austrália, Canadá e Japão

EX-MINISTRO HENRIQUE ALVES DIZ QUE “CONCEDER ISENÇÃO DE VISTO UNILATERALMENTE DESPRESTIGIA E FRAGILIZA O PAÍS!”

Ex-ministro do Turismo, o presidente do MDB do Rio Grande do Norte, ex-deputado federal Henrique Eduardo Alves, criticou a decisão do presidente Jair Bolsonaro de conceder a isenção de visto, de forma unilateral, para turistas dos Estados Unidos, Austrália, Canadá e Japão.

Alves lembra que na época da Copa do Mundo ele pleiteou a isenção de visto para visitantes do EUA, mas terminou cedendo aos argumentos da diplomacia brasileira, que não vê com bons olhos a isenção unilateral – onde os países beneficiados não têm a mesma atitude com o cidadão brasileiro.

Henrique Alves avalia como um “grave equívoco” a decisão que Jair Bolsonaro anunciou nesta segunda-feira, por ocasião de sua visita oficial aos EUA.

Conceder isenção de visto unilateralmente desprestigia e fragiliza o País!”, enfatiza.
Faz sentido…

 


Deixe um Comentário