Política

Governador Robinson Faria revela que o vice Fábio Dantas queria demitir 20 mil pais de família

GOVERNADOR ROBINSON FARIA DÁ O TROCO E DENUNCIA QUE O VICE FÁBIO DATAS QUERIA DEMITIR SERVIDORES PÚBLICOS EFETIVOS (FOTO Marcos Garcia/JORNAL DE FATO)

O vice-governador Fábio Dantas sugeriu ao governador Robinson Faria (PSD) a demissão de 20 mil pais de família. A revelação foi feita pelo próprio governador, durante entrevista concedida ao Jornal de Fato, em Mossoró. Semana Passada, Dantas havia declarado ao mesmo veículo de comunicação que a candidatura à reeleição de Robinson Faria seria uma “insensatez”. Robinson, no entanto, agora deu o troco, expondo a articulação do vice-governador para demitir servidores públicos efetivos.

Robinson Faria criticou ainda o fato de Fábio Dantas agora falar do governo, do qual, segundo o governador, participava ativamente. “Como é que um vice-governador que participou do nosso governo, de todas as reuniões, com direito a voz, que deu sugestões, que indicou espaços no governo, quer falar mal agora?”, questionou.

De acordo com Robinson, entre as sugestões administrativas desencadeadas por Fábio Dantas Fábio, destaca-se a que envolvia a demissão de 20 mil funcionários públicos – medida essa que não foi acatada pelo governador, que optou pela manutenção do emprego dos servidores estaduais.

“Ele (Fábio) tem dito que ofereceu uma fórmula para enfrentar a crise. Qual foi a fórmula? A que ele queria que eu demitisse 20 mil servidores efetivos, pais de família? Eu não faço isso. Eu estou pagando um preço por não ter demitido, como queria o vice-governador. Não estou arrependido. Ao contrário. Estou tentando salvar o emprego deles”, revelou.

DESQUALIFICAR PEQUISAS

Na entrevista, o governador também buscou desqualificar as pesquisas eleitorais, que revelam que a gestão estadual é reprovada por mais de 80% da população. “Na minha opinião, essas pesquisas não são reais. São feitas pelos mesmos institutos que diziam que eu não ganharia as eleições em 2014. Os institutos diziam que Henrique Alves (ex-candidato a governador, derrotado por Robinson nas últimas eleições) ganharia em primeiro turno com 1 milhão de votos de maioria. Abertas as urnas, eu ganhei as eleições com 150 mil votos de maioria. Lembro que O Jornal de Hoje, de Natal, dois dias antes das eleições, publicou manchete com a pesquisa Certus que dizia: “Eleição empatada, só domingo saberemos quem será o governador”, quando todos sabiam que eu ganharia as eleições, como de fato ganhei com 54% dos votos. Alguns desses institutos são ligados a marqueteiros de pré-candidatos a governador, que ficam tentando manipular a opinião pública. É uma tentativa de querer isolar o governador do estado. Então, para mim, essas pesquisas não têm nenhum valor científico.

 

Para Robinson, a sua administração é bem melhor do que as que foram realizadas por seus antecessores. “Na minha avaliação, com toda a honestidade, eu acho que diante da crise profunda que enfrentamos, eu fiz e faço uma gestão bem melhor do que meus antecessores, que governaram o Estado no momento em que o país vivia uma situação bem mais confortável”, destaca.


1 Comentário

  • Fez a coisa certa não demitindo os funcionários públicos que com certeza já tem tempo de serviço já não tem mais idade para reengresar no mercado competitivo ia entrar em uma depressão tem meu apoio dessa forma ágil certo pagou para fazer o concurso passou teve seu nome incluído no diário oficial tudo certo não tem que ninguém tirar.

Deixe um Comentário