Geral

Citado na delação de ex-procuradora da AL, Geraldo Melo fala sobre o assunto em post nas redes sociais

GERALDO SE DEFENDEU DA ACUSAÇÃO EM UMA POSTAGEM NASREDES SOCIAIS. (FOTO; REPRODUÇÃO)

O ex-governador Geraldo Melo (PSDB), pré-candidato ao Senado Federal, que teve o seu nome citado na delação premiada da ex-procuradora-geral da Assembleia Legislativa, Rita das Mercês, por ter feito uma indicação de uma neta para ocupar um cargo comissionado, se defendeu da acusação por meio de uma publicação em suas redes sociais.

Geraldo Melo disse ter se surpreendido com a inclusão do nome dele no que chamou de “mixórdia, e reforçou que essa seria uma foram de “confundir a opinião pública” a respeito dele.

Leia a publicação:

“ALTO LÁ – Antes que alguém queira me misturar com essa dolorosa história da Assembleia Legislativa, quero confirmar expressamente que tenho lá uma neta, advogada MARIANA AMARAL DE MELO, que tem na Assembleia o seu emprego e TRABALHA NORMALMENTE. MARIANA é casada com o também advogado RENATO DUARTE DE MELO.Ela trabalha e portanto não faz parte de grupinhos que, segundo a delatora, existiriam na Assembleia, com finalidades escusas e criminosas. O fato de alguém ser neto meu não o proíbe de trabalhar, se tiver competência para desempenhar a função para a qual seja nomeado, como MARIANA tem. A única coisa que me surpreende aqui é a inclusão do meu nome nessa mixórdia. É uma forma de confundir a opinião pública a meu respeito, e de tentar arranhar a minha imagem de honradez e integridade de que muito me orgulho”.



Deixe um Comentário