Mundo

Filho de vítima da máfia italiana critica filme sobre Tommaso Buscetta

O filme “O Traidor”, do cineasta Marco Bellocchio e que narra a história do mafioso Tommaso Buscetta, o primeiro grande delator da Cosa Nostra, virou motivo de polêmica na Itália por causa de sua data de lançamento.

Concorrente à Palma de Ouro no Festival de Cannes, o longa chegará aos cinemas italianos em 23 de maio, data do aniversário de 27 anos do massacre de Capaci, atentado que matou o juiz antimáfia Giovanni Falcone, sua esposa e três agentes da escolta.

Em uma mensagem no Instagram, Giovanni Montinaro, filho de Antonio Montinaro, um dos policiais que faziam a segurança de Falcone, lamentou a escolha da data. “Sinceramente, a estreia em 23 de maio é apenas marketing. Como órfão daquele massacre, me permito dizer que é decididamente ofensivo”, disse.

O texto foi publicado em resposta a uma postagem do ator Pierfrancesco Favino, que interpreta Buscetta. “Caro Giovanni, acho que posso garantir que o desejo na escolha da data é de homenagear e lembrar aquele dia, sem querer se aproveitar de um evento tão trágico”, respondeu Favino.

Reuters

Terra


Deixe um Comentário