Turismo

Robinson Faria se cala enquanto Fátima Bezerra acusa o seu governo de ser responsável pelo alto valor das tarifas aéreas praticados em Natal

EX-SECRETÁRIO DE TURISMO DO RN, RUY GASPAR (ESQ) E O EX-GOVERNADOR ROBINSON FARIA (CENTRO) DURANTE ASSINATURA DE DECRETO QUE REDUÇÃO O ICMS DO QUEROSENE DE AVIAÇÃO

O ex-governador Robinson Faria (PSD) permanece calado diante das críticas feitas ao seu governo, que está sendo apontado pela governadora Fátima Bezerra e por integrantes do “trade” turístico como sendo o responsável pelo alto preço das passagens aéreas que as companhias praticam no Rio Grande do Norte. O hoteleiro Ruy Gaspar, que foi Secretário de Turismo na gestão de Farias, também adotou o silêncio como resposta.

Nesta sexta-feira, ao participar da abertura do 10º Fórum de Turismo e da 5ª Feira dos Municípios e Produtos Turísticos do RN (Femptur), realizada no Centro de Convenções de Natal., a governadora, ouvida pela imprensa, voltou a culpar  seu antecessor por não ter “amarrado”  a questão tarifária com a redução do percentual  de ICMS sobre o querosene de aviação que o seu governo concedeu para as companhias aéreas. “O grande erro foi o governo passado não negociado claramente uma contrapartida com as companhias aéreas que se beneficiaram das nossa renúncia fiscal, fazendo que deixasse de entrar R$ 32 milhões”, disse a governadora aos jornalistas.

O ex-secretário Ruy Gaspar, que na época considerou uma “quebra de paradigma” a iniciativa de Robinson Faria de reduzir de 17% para 12% o percentual de ICMS no querosene de aviação para voos nacionais regulares, ainda não se pronunciou sobre o fato de ter sido justamente durante a sua gestão a assinatura do decreto que hoje é questionado por não ter agregado valor social com relação ao preço das passagens aéreas.

Em declaração à imprensa por ocasião da assinatura do decreto de redução do ICMS, Ruy Gaspar destacou que a iniciativa renderia “bons resultados” – o que de fato não aconteceu. Foi a seguinte a declaração por ele dada em Maio de 2016: “Em 26 de fevereiro, o governador assinou esse decreto e os resultados positivos foram confirmados. Na oportunidade, nivelamos o percentual com nossos principais concorrentes, quando gestões passadas do nosso Estado não tiveram coragem de fazer. Agora, estamos sendo pioneiros no Brasil”, disse o então secretário.

DESTRAVAR

Durante a sua passagem pela Feira de Turismo, Fátima Bezerra mostrou que irá se empenhar para desatar o nó deixado pelo governo passado. “Sem aumento do número de voos e queda nos preços das passagens aéreas fica inviável mantermos o benefício que exigiu do Governo um investimento de R$ 32 milhões”, afirmou a governadora, ao destacar a necessidade de “expandir cada vez mais o turismo em nosso Estado”.

Imagem relacionada

GOVERNADORA FÁTIMA BEZERRA DIZ QUE VAI BRIGAR PELA REDUÇÃO DO VALOR DAS TARIFAS E MELHORIA DA MALHA AÉREAS

Ainda nesta sexta-feira, após o evento, Fátima Bezerra esteve reunida com o presidente da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), Eduardo Sanovicz, para viabilizar soluções que possam contribuir para o aumento de voos e a redução das tarifas aéreas.

No dia 10, a Abear se reúne com o secretário de Tributação, Carlos Eduardo Xavier, para apresentar sugestões a fim de destravar a malha aérea, que hoje é o grande empecilho para o turismo potiguar. O grupo de trabalho criado pelo Governo do Estado, formado por representantes do Governo, das empresas aéreas, da Inframérica, será o interlocutor neste debate.


Deixe um Comentário