Ministério Público

Eudo Leite assume hoje o comando do MP/RN, com a missão de colar os cacos do órgão ministerial

LEITE IRÁ SUCEDER O PROCURADOR RINALDO REIS, QUE ENCERRA NO MP/RN UMA GESTÃO MARCADA POR POLÊMICAS

Colar os cacos de um Ministério Público que se encontra internamente quebrado, repleto de divisões internas e com a imagem desgastada junto a opinião pública, o promotor de Justiça Eudo Rodrigues Leite será empossado hoje no cargo de procurador-geral de Justiça do Ministério Público do Rio Grande do Norte, às 19h, no auditório da Escola de Governo Dom Eugênio Sales, no Centro Administrativo.

Leite irá suceder o procurador Rinaldo Reis, que encerra no Ministério Público do Rio Grande do Norte uma gestão marcada por polêmicas. Recentemente,  procuradores que integram o Colégio de Procuradores de Justiça assinaram documento onde questionavam a legitimidade do atual PGJ em conduzir a sessão solene a ser realizada segunda-feira, 19. A tese foi derrubada pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), mas expôs a divisão interna existente na instituição, que também passou a ser considerada um órgão policialesco .

O novo procurador também terá trabalho repor a harmonia junto aos servidores do MP/RN, onde existe um suposto clima nefasto de trabalho entre o funcionalismo e integrantes de escalões superiores. A névoa que encobre relações funcionais que seriam uivadas de episódios de perseguição e assédio moral foi exposta à opinião pública por ocasião do atentado que o  servidor ministerial Guilherme Wanderley Lopes da Silva protagonizou contra Reinaldo Reis, o procurador-adjunto Jovino Sobrinho e o promotor de Justiça Wendell Beetoven.

POSSE

A solenidade acontece durante sessão extraordinária e solene do Colégio de Procuradores de Justiça do MPRN, que marca a transmissão do cargo do atual procurador-geral de Justiça Rinaldo Reis Lima para o procurador-geral de Justiça eleito e nomeado Eudo Rodrigues Leite.

O promotor de Justiça Eudo Rodrigues foi o mais votado em eleição para lista tríplice realizada em meados do último mês de abril e nomeado pelo governador do Estado no início de maio para exercer o cargo de PGJ no biênio 2017/2019.

O empossando é titular da 22ª promotoria de Justiça da comarca de Natal, com atribuições também na defesa do patrimônio público assim como Rinaldo Reis, que comandou o MPRN nos últimos quatro anos, com mandato inicialmente para o biênio 2013/2015, sucedendo o então procurador-geral de Justiça Manoel Onofre de Souza Neto, e depois reconduzido para o cargo no biênio 2015/2017.



Deixe um Comentário