Governo

Estado rico é outra coisa: enquanto o RN navega na crise, auxiliares de governo aproveitam viagens internacionais

SECRETÁRIO RUY GASPAR LEVARÁ ASSESSORA PARA FEIRA DE TURISMO EM LISBOA

SECRETÁRIO GUILHERME SALDANHA E MAIS DOIS AUXILIARES DE GOVERNO VÃO PARA FEIRA DE AGROPECUÁRIA EM BERLIM

Enquanto o estado atravessa uma crise sem precedentes e o funcionalismo convive com o atraso rotineiro de salário, o alto escalão do governo estadual continua realizando as “penosas” travessias do Atlântico, com destino a Europa, com o objetivo de participar de feiras internacionais. Durante o mês de Fevereiro, prolongando-se até Março, pelo menos dois secretários de Estado e três auxiliares graduados de governo vão estar afivelando as malas rumo a países como Portugal e Alemanha.

O secretário da Agricultura, da Pecuária e da Pesca, Guilherme Morais Saldanha, foi autorizado pelo governador Robinson Faria a viajar para a Alemanha, onde irá passar seis dias (05 a 11 de fevereiro). Saldanha vai participar da Feira Internacional Fruit Logística, que acontecerá em Berlim. Além dele, vão participar do mesmo evento o diretor geral do Instituto de Defesa e Inspeção Agropecuária do Rio Grande do Norte (IDIARN), Camilo Collier Neto e o secretário-adjunto do Gabinete Civil, Flávio Giorgi Medeiros Oliveira.

O secretário de Turismo de Estado, Ruy Gaspar, também irá aproveitar o inverno europeu durante seis dias (26 de fevereiro a 04 de março) em Lisboa, Portugal, onde será realizada a Feira Internacional de Turismo (BTL). Além dele, também segue viagem para a capital portuguesa a subsecretária de Turismo, Solange Portela, que participará do mesmo evento que o chefe.

 

No Governo, uma diária internacional para a Europa equivale a 500 dólares.  Para a viagem dos cinco auxiliares de governo, os cofres estaduais devem desembolsar cerca de 15 mil dólares – valor que corresponde a aproximadamente R$ 50.000,00, destinado somente para alimentação e hospedagem. A aquisição das passagens aéreas internacionais não estão inclusas no valor das diárias.

Em que pese a importância de representantes governamentais participarem de feiras que possam gerar negócios para o estado, em tempos de crise, como a que se evidencia na economia do Rio Grande do Norte, esses gastos deveriam ser, pelo menos, otimizados.  Cheira a uma atitude perdulária a participação de três auxiliares de governo em uma mesma feira de agropecuária, inclusive a de um Secretário-Adjunto do Gabinete Civil, setor governamental sem qualquer correlação com a área de agricultura e pecuária.

Da mesma forma, o envio de dois auxiliares de governo para a Feira de Turismo de Lisboa, também desconstrói uma eventual imagem de austeridade que o governador Robinson Faria queira passar diante da crise. Aliás, ao longo da atual gestão estadual, integrantes da Secretaria de Turismo do Estado marcaram presença constante em feiras internacionais e nacionais. Apesar desse fato, as “penosas” travessias do Atlântico realizadas pelo turismo estadual ao longo dos três anos não resultaram em grandes avanços para o setor, já que na alta estação do mês de janeiro o estado recebeu apenas pouco mais de 4 mil turistas estrangeiros – número que chega a ser inexpressivo diante da performance obtida por estados vizinhos, como o Ceará.



1 Comentário

  • Em tempo de “crise e vacas magras”, diretor do IDIARN tira férias com o dinheiro público.

    De 7 a 9 de fevereiro de 2018, acontece em Berlin, Alemanha, a FRUIT LOGISTICA 2018. De acordo com o site do evento, a FRUIT LOGISTICA tem como objetivo “cobrir todos os setores da indústria de produtos frescos, fornecer uma visão completa das últimas inovações, produtos e serviços em todos os setores da cadeia de abastecimento internacional. Isso oferece excelentes oportunidades de networking e contatos para as decisões chaves em todos os setores da indústria.” (https://www.fruitlogistica.de/en/)

    O evento tem duração de 3 dias, mas de acordo com o portal da transparência do Desgoverno do Estado do RN, o Diretor do IDIARN, Camillo Collier Neto, aparece com 10,5 diárias, recebendo um total de 16.618,00 mil reais. A desculpa para passar tantos dias? Não encontraram passagem de volta. Vale lembrar, que a empresa aérea TAP tem vôos semanais para Natal. Camillo não irá sozinho nessa viagem. Ele estará em “lua de mel” com a filha do secretário Flávio Azevedo
    Não é a primeira viagem internacional do Diretor Turista. Em 2016, Camillo Collier foi para a África com o dinheiro do contribuinte cuidar de negócios particulares. Um ano antes ele tinha vendido seu gado para os africanos. No objetivo da viagem consta “PARTICIPAR DE MISSÃO DE TRABALHO COM OBJETIVO DE INTERCÂMBIO, TROCA DE EXPERIÊNCIA E PARCERIAS NAS ÁREAS DE CRIAÇÃO DE TILÁPIAS, CAMARÃO E OUTRAS.” Engana que o povo gosta.

    A vida está dificil, mas não para ele

Deixe um Comentário