Geral

Estado Islâmico ameaça matar Mark Zuckerberg e presidente do Twitter

Grupo extremista diz que irá matar os executivos  e apagar os sites. Foto: Divulgação

Grupo extremista diz que irá matar os executivos e apagar os sites. Foto: Divulgação

Os presidentes fundadores do Facebook, Mark Zuckerberg, e do Twitter, Jack Dorsey, são alvos de novo vídeo divulgado pelo grupo extremista Estado Islâmico (EI). Na produção de 25 minutos, as vidas dos executivos são ameaçadas em resposta ao posicionamento das companhias de bloquear os conteúdos terroristas em suas plataformas.

O vídeo mostra imagens de Zuckerberg e Dorsey perfuradas com balas. O material é assinado pelo Sons Caliphate Army (SCA), braço cracker das operações do Estado Islâmico.

“Se vocês fecharem uma conta, nós tomaremos dez em troca e logo seus nomes serão apagados, após deletarmos seus sites”, intimidam os extremistas, que alegam ter controle de mais de 10 mil contas no Facebook e 5 mil perfis no Twitter.

A propaganda extremista nas redes sociais é uma forma usada pela organização para disseminar a ideologia e recrutar novos adeptos. Em janeiro, executivos de empresas de tecnologia se reuniram com representantes da Agência de Segurança Nacional do governo americano para discutir uma política de combate ao terrorismo online.

Recentemente, o Twitter declarou que suspendeu mais de 125 mil contas relacionadas ao terrorismo ou com histórico de discursos de ódio desde 2015.

 

 

 

Fonte: Portal Comunique se


Deixe um Comentário