Saúde

Disque Dengue da SMS recebe média de 60 denúncias por semana em Natal

MOSQUITO AEDES AEGYPTI, TRANSMISSOR DE DOENÇAS COO DENGUE, CHICOGUNYA E ZIKA.(FOTO:ESTADÃO)

MOSQUITO AEDES AEGYPTI, TRANSMISSOR DE DOENÇAS COO DENGUE, CHICOGUNYA E ZIKA.(FOTO:ESTADÃO)

O Disque Dengue disponibilizado pela Prefeitura de Natal e a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) para a população comunicar a existência e localização de focos do mosquito Aedes aegypti no município vem recebendo uma média de 60 chamadas por semana, de todos os bairros da cidade. Somente nos dois primeiros meses de 2016, foram mais de 460 denúncias efetivadas por meio do número 0800 281 4031, que é gratuito.

Segundo o coordenador da Central de Atendimento de Denúncias (CAD-SMS), biólogo e entomologista Dagoberto Galvão, a participação da população é um importante auxílio para que o município e os agentes de controle de endemias possam atuar na prevenção e no combate aos focos e criadouros do mosquito. E que o Disque Denúncia vem se consolidando cada vez mais entre os natalenses, reforçando as ações contra o Aedes.

“Somos, atualmente, a vitrine da SMS, por causa desse quadro preocupante que o país enfrenta com relação ao mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika, por isso, trabalhamos com bastante critério no recebimento das denúncias, conforme o prefeito Carlos Eduardo e o secretário Luiz Roberto Fonseca orientam. Nossos servidores são capacitados para atender e orientar à população para os cuidados e comportamentos que precisamos adotar para vencer essa batalha”.

Dagoberto disse ainda que, além do 0800 281 4031, há também o número 3232-8176, pelo qual as pessoas também podem realizar denúncias sobre possíveis focos e criadouros do mosquito Aedes aegypti no município. Lembrando que ambos funcionam de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h. “Fora desses horários, as pessoas podem formalizar suas denúncias ainda pela internet, por meio do endereço eletrônico dvs.cad@outlook.com”


Deixe um Comentário