Política

Decreto da posse de armas deve ser assinado nesta sexta-feira

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), foi o 1º chefe de Executivo estadual recebido pelo presidente Jair Bolsonaro para uma reunião oficial, nesta quinta-feira (10), no Palácio do Planalto. No encontro, Bolsonaro afirmou que pretende assinar o decreto de flexibilização das regras para posse de armas nesta sextaeira (11), pauta que o tucano apoia.

Doria também se comprometeu a ajudar Bolsonaro na captação de votos para a aprovação da reforma da Previdência. “Estamos mobilizados no fórum dos governadores [a conseguir votos pró reforma]. A reunião de fevereiro terá como tema a reforma da Previdência”, disse o tucano após a reunião.

O governador de São Paulo apresentou projetos de sua gestão ao presidente, entre eles, a mudança da Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo) de local. O objetivo é construir centro tecnológico no espaço atualmente ocupado pela central de abastecimento da capital do Estado.

O tucano pretende ainda extinguir o Campo de Marte, aeroporto da cidade de São Paulo. “Manifestei nossa posição contrária para pousos e decolagens [no local], disse. “O Campo não suporta mais essas atividades.”

No local deve ser construído um museu financiado pela iniciativa privada. Segundo Doria, Bolsonaro concordou com as medidas apresentadas.

Poder


Deixe um Comentário