Turismo

CVC anuncia aquisição do Grupo Trend por R$ 258,806 milhões; negócio ainda passa por aprovação do Cade

VALTER PATRIANI, DA CVC COM LUIS PAULO LUPPA, DO GRUPO TREND, QUE FICA NO NEGÓCIO

A CVC Agência de Viagens fechou contrato para adquirir 90% do capital da Check In Participações, sociedade que vai consolidar, após a finalização da operação, todos os negócios do Grupo Trend, que atua na intermediação de hotéis nacionais e internacionais, com um volume de reservas confirmadas de R$ 1,2 bilhão em 2016.

Pela compra, a CVC pagará um valor total máximo de R$ 258,806 milhões aos atuais acionistas da Check In. O preço inicial da operação é de R$ 144,806 milhões, dos quais R$ 40,306 milhões serão pagos na data de fechamento da transação, mais R$ 10 milhões entrarão como aumento de capital da nova empresa, e outros R$ 94,5 milhões serão pago em parcelas anuais até 2022.

Além disso, o contrato prevê o pagamento de R$ 144 milhões atrelados ao atingimento de metas de crescimento do lucro líquido e de reservas de serviços turísticos entre 2017 e 2020.

A aquisição envolve todos os segmentos de atuação do Grupo Trend, menos o negócio de eventos. A partir da aquisição pela CVC, a companhia passará a se chamar Trend Viagens. O executivo Luiz Paulo Luppa de Oliveira Couto, conhecido como Luppa, vai permanecer como Diretor Presidente e acionista minoritário da Check In.

AQUISIÇÕES

A CVC já vinha prometendo, desde o final do ano passado, com a compra da Experimento, que mais aquisições viriam pela frente. E quando a líder do Turismo da América Latina sugere algo, é bom ficar atento. Consolidação aérea com a Rextur Advance, vendas on-line com o Submarino, intercâmbios com a Experimento… Um dos itens faltantes era exatamente a distribuição hoteleira, carro-chefe da Trend, mas essa aquisição não significa apenas isso.

O Grupo Trend tem mais de 800 colaboradores, que hoje são divididos entre seis empresas: Trend Operadora (hotéis nacionais, internacionais e outros produtos, para corporativo e lazer), Shop Hotel (empresa low-cost para venda de produtos B2B), TCWorld (consolidadora aérea), Trend Travel USA (empresa com sede nos Estados Unidos), Trend Tech (tecnologia) e VHC – Vacation Homes Collection (aluguel de casas nos Estados Unidos).

São mais de R$ 60 milhões em crédito para agentes de viagens. Recentemente, a Trend mudou para uma nova sede, na Barra Funda, em São Paulo, alvo de um investimento de R$ 6,8 milhões. Mais adiante, a operadora do grupo anunciou seu novo portal de Lazer, que nas palavras de seu presidente, Luis Paulo Luppa, é uma “ferramenta revolucionária por vários motivos, entre eles a consolidação de todos os produtos em um único local”.

O fundador da Trend, Washington Preti, deixa o negócio com a entrada da CVC, assim como seu sócio, José dos Anjos.

O acordo ainda passa por aprovação do Cade.

Fonte: Isto É e Mercado e Eventos



Deixe um Comentário