Política

Bolsonaro está em ‘estado grave, mas estável’, diz junta médica

Resultado de imagem para bolsonaro cirurgia

OS MÉDICOS DISSERAM QUE ELE CHEGOU A CORRER RISCO DE MORTE. (FOTO: REPRODUÇÃO)

O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, apresentava “quadro grave” até as 21 horas desta quinta-feira, 6, segundo a equipe da Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora que o atendeu. Os médicos disseram que ele chegou a correr risco de morte.

Bolsonaro foi vítima de uma única facada que provocou múltiplas lesões nos intestinos, teve hemorragia interna e foi operado. O candidato está na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em observação. Os médicos disseram ainda que não há previsão de alta antes de “uma semana ou dez dias”, tampouco de possibilidade de retomada da campanha nas ruas.

A família do candidato queria transferi-lo para o Hospital Sírio Libanês ainda nesta quinta-feira, mas não havia condições para isso, devido ao estado delicado do paciente. Os médicos relataram que Bolsonaro chegou ao hospital em estado de choque, com a pressão muito baixa. Ele sofreu três perfurações no intestino delgado, que foram suturadas, e uma lesão grave no intestino grosso, que foi retirado, em parte. Ele foi colostomizado e assim deve permanecer por cerca de dois meses.

“As lesões colocaram em risco a vida do paciente. O quadro é naturalmente grave, pela magnitude do traumatismo, mas ele está estável”, afirmou o cirurgião Luiz Henrique Borsatto.
Fonte: Estadão


Deixe um Comentário