Política

Bolsonaro e Moro são ovacionados durante partida do Flamengo contra o CSA no Mané Garrincha

O ministro vestia terno e gravata, o presidente, então, pediu a camisa de um torcedor do Flamengo para que Moro vestisse.

Em meio ao “mar de lamas da Vaza Jato”, o ex-juiz e ministro da Justiça, Sergio Moro, tomou uma invertida ao publicar uma foto ao lado de Jair Bolsonaro (PSL) comemorando a vitória do Flamengo sobre o CSA na tribuna de honra do estádio Mané Garrincha, em Brasília, na noite dessa quarta-feira, dia 12. A dupla foi ovacionada ao vestir a camisa do rubro negro.

Minutos antes do início da partida do Campeonato Brasileiro, Moro e Bolsonaro chegaram ao estádio. O ministro vestia terno e gravata, o presidente, então, pediu a camisa de um torcedor do Flamengo para que Moro vestisse. Menos de um minuto depois, ele tirou a camisa e devolveu ao torcedor, mas não antes de deixar ser clicado e filmado pela torcida que ia ao delírio vendo Bolsonaro e Moro lado a lado devidamente “rubros”.

Apesar das tentativas, o “Super Moro” não demonstrava estar à vontade no papel de torcedor.

Nem tudo são “flores”

Como em toda partida, esse jogo não poderia deixar de ter dois times: Os que ovacionaram a cena X a turma da crítica. Muitos internautas utilizaram as redes sociais para manifestar sua indignação, não apenas para com a “super dupla”, mas também aos torcedores rubro negros que apoiaram o espetáculo que “BolsoMoro” apresentaram.

Em uma página do Facebook os dois foram apelidados de “CHORUME”, isso mesmo, aquele líquido tóxico deixado pelo acúmulo de lixo.

Em outra página, a descrição do post dizia que a “nação flamenguista deveria se envergonhar” da cena. Segundo a postagem, eles estariam ali apenas “a fim de tentar melhorar sua popularidade depois da #vazajato”.


Deixe um Comentário