Geral

Aumento de calor bateu recorde em fevereiro, diz Nasa

SEGUNDO A NASA, TEMPERATURAS DE FEVEREIRO FORAM 1,35° CELSIUS MAIS ALTAS DO QUE A MÉDIA ) DIVULGAÇÃO/NASA)

SEGUNDO A NASA, TEMPERATURAS DE FEVEREIRO FORAM 1,35° CELSIUS MAIS ALTAS DO QUE A MÉDIA ) DIVULGAÇÃO/NASA)

O “salto” da temperatura média em fevereiro foi muito superior aos aumentos registrados em meses anteriores. De acordo a Nasa, os termômetros marcaram um avanço de 1,35 grau Celsius em relação à media do mesmo mês durante o período de base de comparação, entre 1951 e 1980. As informações alertam para uma possível emergência climática.

O recorde anterior nessa comparação havia sido janeiro, que foi 1,14 graus Celsius mais quente do que a média do mês durante aquele período de 30 anos.

Divulgado pela agência espacial americana, os dados são um “verdadeiro choque, e mais um lembrete do crescimento incessante no aquecimento global resultante das emissões de gases-estufa pelo homem”, escreveram os cientistas Jeff Masters e Bob Henson no blog “Weather undergournd”, analisando as informações.

Entretanto, este fevereiro não bateu o recorde de mês mais quente da História, algo mais provável de acontecer nos meses de julho e agosto, quando é verão no Hemisfério Norte.

O fenômeno El Niño, que aquece as águas do Oceano Pacífico, pode ter contribuído para o aumento nas temperaturas. Entretanto, comparado com o El Niño de 1997-1998, que foi muito mais forte, as temperaturas globais estão 0.5 grau Celsius mais altas.

“Estamos numa espécie de emergência climática agora”, disse o pesquisador Stefan Rahmstorf, do Instituto de Pesquisas sobre Impacto Climático de Potsdam, na Alemanha, ao jornal australiano “Sydney Morning Herald”.

O Globo



Deixe um Comentário