Geral

Após reforma, Museu do Lajedo de Soledade será reinaugurado nesta sexta em Apodi

REFORMA DO MUSEU FOI REALIZADA ATRAVÉS DE UMA PARCERIA ENTRE A FUNDAÇÃO AMIGOS DO LAJEDO DE SOLEDADE (FALS) COM A PREFEITURA DE APODI

O Museu do Lajedo de Soledade e as áreas preservados do sítio arqueológico, que estavam em obras desde o início do ano, serão reinaugurados nesta sexta-feira (28), à noite. A cerimônia acontecerá às 19h no próprio museu.

A reforma do museu e das estruturas de visitação das áreas preservadas foram realizadas através de uma parceria entre a Fundação Amigos do Lajedo de Soledade (FALS) com a Prefeitura Municipal de Apodi.

O repasse na ordem de R$ 73 mil garantiu, além da reforma, melhorias no poço de abastecimento do Distrito e aquisição de equipamentos.

Segundo o prefeito Alan Silveira, o município tem total interesse em continuar com a parceria, pois reconhece a importância do Lajedo para turismo local e da sua influência na economia do município.

O acervo do museu é composto por painéis fotográficos, maquetes e utensílios de pedras usados pelos índios que habitavam a região. Na lojinha do museu estão a venda camisetas com as inscrições rupestres e peças em argilas confeccionadas pelos artesãos do CAL.

O Lajedo de Soledade, um dos sítios arqueológicos mais importantes do Brasil, é localizado numa área de um quilômetro quadrado de rocha calcária, do período paleolítico. O Lajedo de Soledade quase foi destruído pelos produtores de cal da região. Mas a intervenção de geólogos da Petrobras e dos próprios moradores do distrito do Lajedo, no início da década de 90, acabou salvando este sítio.

No lajedo, pesquisadores da Universidade Federal do Rio Grande do Norte encontraram fósseis de animais pré-histórico, como o bicho-preguiça e tatus gigantes, mastodontes e tigres-de-dente-desabre que viviam no Nordeste no período Glacial, além de pinturas rupestres.



Deixe um Comentário