Jurídico

Adriana Magalhães Faustino é nomeada juíza titular da corte do TRE-RN

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE-RN), Desembargador Glauber Rêgo, comunicou a nomeação da juíza Adriana Magalhães Faustino como membro titular da corte eleitoral. A nomeação foi oficializada no Diário Oficial da União desta terça, após decreto assinado pelo Presidente da República, Jair Bolsonaro. Com a oficialização, o presidente do TRE propôs voto de congratulações à nova integrante da corte eleitoral, sendo acompanhado à unanimidade pelos demais membros. “Tenha sucesso na missão, atuando com zelo, dedicação e fazendo sempre o melhor para a Justiça Eleitoral”, afirmou o presidente.

Na ocasião, os colegas da corte também desejaram boas vindas à juíza Adriana Magalhães. “Compartilho da alegria da corte pela nomeação de Dra. Adriana e ressalto que aqui no TRE-RN tivemos a felicidade de nas três últimas indicações para juízes titulares, na classe de juristas, terem sido os três últimos previamente substitutos. Essa é uma prática que tem sido adotada no Tribunal Superior Eleitoral e tem se mostrado muito salutar, uma vez que os juízes, especialmente os que vem da classe de juristas, não têm a experiencia da função de julgar – nós, advogados, lutamos com o Direito em outra frente de batalha. E ter essa experiencia prévia na jurisdição como substituta é muito importante para dar mais segurança ao exercício da função de jurista na corte eleitoral”, ressaltou o juiz Wlademir Capistrano.

A juíza já atuava na corte eleitoral como substituta de Luís Gustavo Alves Smith, que encerrou o biênio no último mês. Agora, assume como titular na vaga deixada pelo jurista. “Para mim, é uma imensa alegria, mas também uma imensa responsabilidade. Dos 108 juristas que servem nos TREs ao redor do Brasil, apenas 16 são mulheres. E, dessas 16, eu sou a primeira da história do TRE-RN a ser alçada à condução de juíza por duas vezes. Por isso, sei da importância e da responsabilidade, e prometo dedicar o melhor dos meus esforços no próximo biênio”, destacou.

TRE/RN



Deixe um Comentário