Últimas do FM

Diversos

Com vereadores, prefeito Álvaro Dias prestigia segunda noite de Carnatal

NO CAMAROTE, O CHEFE DO EXECUTIVO MUNICIPAL RECEBEU LIDERANÇAS POLÍTICAS DA CAPITAL E INTERIOR

O prefeito Álvaro Dias esteve na noite desta sexta (14), prestigiando a segunda noite do Carnatal 2018. Ao lado da primeira dama Amanda Dias, ele acompanhou o desfile dos blocos Me Abraça puxado por Durval Lelys, Ôbuino puxado pelo cantor Saulo, Vem com o Gigante que tem à frente o cantor Leo Santana e o Vumbora do cantor Bell Marques.

No camarote, o chefe do executivo municipal recebeu lideranças políticas da capital e interior, como o futuro presidente da câmara municipal de Natal, vereador Paulinho Freire, os vereadores Preto Aquino, Kleber Fernandes e Dickson Jr, além do presidente da câmara municipal de Caicó, vereador Odair Diniz.

Álvaro Dias falou da importância do evento para a cidade. “O Carnatal tem muitas coisas positivas para a cidade. Fomenta a economia como um todo, traz o turista, que passa a conhecer nossas belezas naturais, além de anteceder os shows do Natal em Natal e do nosso Carnaval em Natal”, completou.

Política

Sandro Pimentel explica que reprovação das contas se deu por “erro técnico”

VEREADOR DE NATAL, SANDRO PIMENTEL FOI ELEITO DEPUTADO ESTADUAL DO RN NAS ELEIÇÕES DESTE ANO.

Eleito deputado estadual nas eleições deste ano, o vereador Sandro Pimentel divulgou uma nota de esclarecimento sobre o julgamento das contas de campanha que foram reprovadas nesta sexta-feira (14) pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE). De acordo com ele, a medida já era esperada e se deu por um erro técnico. Leia:

Nota de esclarecimento do deputado estadual eleito, Sandro Pimentel, sobre reprovação de contas eleitorais

Ontem, 14, o Tribunal Regional Eleitoral julgou nossas contas eleitorais, e, sem surpresa, elas foram reprovadas. Tal reprovação se deu por conta de um erro técnico. Durante o processo eleitoral, foram depositados recursos próprios, em nossa conta de campanha, acima do limite de depósito em espécie previsto na norma eleitoral.

Para se ter uma ideia, se o mesmo valor tivesse sido transferido para a conta eleitoral ou depositado de maneira fracionada, atenderíamos a norma eleitoral em sua integralidade. Ou seja, o que aconteceu foi um erro formal, algo que poderia ter sido evitado, mas que de forma alguma prejudica a lisura de nossa campanha e eleição.

Assim, sobre a reprovação de contas é necessário esclarecer 5 pontos:

1 – Ressalto que não usei recursos do fundo público eleitoral durante a campanha, tudo foi bancado com recursos próprios e com algumas doações de apoiadores, tudo devidamente declarado para a justiça eleitoral.

2 – Os valores usados em nossa campanha são muito menores do que de outras campanhas eleitas, e os valores usados são totalmente compatíveis com a minha renda.

3 – Sempre prezando pela legalidade e pela transparência, fizemos passar todos os gastos pela conta eleitoral, para conhecimento e apreciação da justiça e da sociedade.

4 – Acrescento ainda que mesmo sem os órgãos de controle solicitarem, nós adiantamos e abrimos totalmente o nosso sigilo bancário desse ano, numa comprovação inconteste de boa fé e da certeza da origem dos recursos utilizados na campanha.

5 – Recorri ao Tribunal Superior Eleitoral, com a certeza de que, os quase 20 mil votos que recebi serão honrados com um mandato compromissado com a transparência, com a defesa dos animais e na luta pelos direitos da classe trabalhadora.

Sandro Pimentel
deputado estadual eleito

Cultura

Fest Bossa & Jazz movimenta praça, ruas e bares da Praia de Pipa até domingo

SEGUNDO DIA DO FESTIVAL REUNIU CENTENAS DE PESSOAS POR TODOS OS POLOS COM ATRAÇÕES DE RENOME

Com bandeirolas espalhadas pelos quatro cantos da Praia de Pipa e musicalidade a cada esquina, o Fest Bossa & Jazz – edição 2018 continua a atrair público de vários estados e países. São crianças e adultos envolvidos na atmosfera que o evento vem deixando no decorrer desses dois dias, sejam nas oficinas, workshops, Pocket Shows da tarde na orla da praia ou nos polos noturnos distribuídos pela avenida Baía dos Golfinhos. A agitação do Fest permanece na praia até o domingo (16) com programação que passeia pelo jazz, bossa, blues, rock, R&B, samba e reggae. E o melhor, é tudo gratuito!

O clima é de festa e descontração. O formato inédito oferecido pela organização com pontos descentralizados, shows que não param e circulam por vários lugares, agradou a muitos. A potiguar Aline Freitas que já conhecia o evento nas edições anteriores é uma das que aprovou. “Cheguei aqui e fui surpreendida pelo Festival totalmente diferenciado, espalhado por Pipa, com música de alta qualidade, proporcionando lazer, diversão e, ao mesmo tempo, conforto ao transitar pelas ruas”.

Um grupo de amigos formado pela potiguar Eliomaya Mirelle, a pernambucana Thammy Farias, o cearense Sérgio de Sousa e o argentino Emiliano Andía, que se conheceram em Pipa, aproveitaram para curtir o Festival em grande estilo. “Todos estamos viajando sozinhos e chegar aqui no meio do Fest Bossa & Jazz foi a maior surpresa”, disse Sérgio. A potiguar Eliomaya já tinha ouvido falar muito do evento. “Conhecia o Festival, mas na Pipa foi a primeira vez e ainda pude fazer novas amizades. Tudo novo! ”, explica Eliomaya.

Animada com a boa repercussão, Juçara Figueiredo, realizadora do Fest Bossa & Jazz fala sobre essa nova maneira de executar o evento em Pipa. “O nosso maior desafio era manter a essência, oferecendo a boa música através de renomados artistas do cenário local e nacional com vários pocket shows, abrindo a possibilidade de o público usufruir diferentes estilos simultaneamente. E, claro, mantendo a característica de ser gratuito e também promover atividades paralelas aos shows como as oficinas, workshops e Master Class”, explica Juçara.

Para este sábado (15), Workshop de Gaita com Flávio Guimarães às 14h, na Vila da Pipa Shopping; Master Class de Trompete com Antônio de Pádua, às 15h, também na Vila da Pipa. Já as oficinas “Instrumentos Recicláveis” – Alexandre Ferro e “Reciclando com Arte” – Mônica Lira e Marlene Brasil, acontecem no Kanto da Pipa no mesmo horário. Os Pocket Shows da tarde ocorrem das 15h às 17h e na line-up nomes como Sâmela Ramos, Parahyba Ska Jazz, Los Chaskys, Duo Maresia e Nida Lira.

Na noite, a partir das 19h30, cortejo com a Bossa & Jazz Street Band e em seguida Pris Dené & Tricomas Jazz Band, Família Pádua, Di Steffano Quarteto, Orquestra Filarmônica Mons. Honório, Parahyba Ska Jazz,  Taryn Szpilman e finaliza com duas Jam Sessions, uma na Muxima’s e no Kanto da Pipa. Até domingo (16), muita coisa vai rolar.

Ao todo, no evento, são 17 artistas/bandas, 48 Pocket Shows, além de oficinas, workshop e Jam Session. O Festival é realizado por Juçara Figueiredo Produções que para a edição se junta ao Governo do Estado do Rio Grande do Norte por meio da SETUR, Emprotur e Governo Cidadão através de recursos do Banco Mundial. Conta também com o patrocínio da Prefeitura Municipal de Tibau do Sul, da Associação dos Hoteleiros de Tibau do Sul e Pipa (ASHTEP), Pipa Convention Bureau e apoio dos comerciantes locais.

Confira todos os detalhes da programação no site ou através das redes sociais:

www.festbossajazz.com.br/

facebook.com/FestBossaeJazz/

twitter.com/fbjoficial

Geral

“Estavam sob violenta emoção”, diz defesa de pais que agrediram uma criança de seis anos em Brasília

IMAGENS DE CÂMERAS DO CONDOMÍNIO MOSTRAM QUE O PAI SEGUROU BRAÇO DE CRIANÇA DE SEIS ANOS PARA FILHO AGREDI-LA NO ROSTO. (FOTO: REPRODUÇÃO/INTERNET)

O advogado dos pais que agrediram um criança de seis anos, em Brasília, se manifestou, em nota, sobre o caso. Segundo o texto, os pais se depararam com o filho com o “rosto deformado” e “foram tomados por violenta emoção, que desencadeou na fatalidade”.

Na tentativa de esclarecer o fato, o advogado afirma que os pais são pessoas comuns. “Não se tratam de pessoas violentas, com passagens pela polícia ou vida dedicada à prática criminosa, mas pessoas comuns, pais de família, trabalhadores, cidadãos respeitados, que sempre buscaram dar uma boa educação para seus filhos pautada no diálogo e respeito para com o próximo.”

“Infelizmente, no domingo (9/12), após depararem com o filho de 6 (seis) anos com o rosto deformado, a boca e lábios sangrando muito, impossibilitado de conseguir falar o que de fato havia acontecido e serem informados por terceiros de que (outra criança) havia batido nele, foram tomados por violenta emoção, que desencadeou na fatalidade”, argumenta a defesa.

Na nota, o advogado ainda revela que os pais estão “bastante abalados com os acontecimentos e a grande exposição do fato pela mídia”. A defesa afirma ainda que o casal tem recebido ameaças e que recorrerá aos orgãos de repressão criminal para as devidas providências. “Ambos vêm sofrendo ameaças de morte, injúrias e difamações pelas redes sociais.”

No fim do texto, a defesa conta que os pais estão arrependidos e que cooperam para um desfecho célere e justo. “Nesse sentido, se houver o indiciamento, farão as defesas pertinentes perante o Poder Judiciário, tendo (o casal) o direito ao devido processo legal”.

Relembre o caso

Uma brincadeira entre crianças na quadra de um condomínio fechado, na Octogonal 4 (AOS 4), virou caso de polícia, no último domingo (9/12). Um menino de 6 anos levou um soco no rosto, foi empurrado e caiu no chão. Os suspeitos são os pais de outro garoto da mesma idade.

O casal pensou que a criança tivesse batido no filho deles, depois que o menino subiu no apartamento dos avós com sangramento na região da boca. O pai, então, teria descido até a quadra de esportes para tirar satisfação. O relato é que o homem segurou os braços do menino para trás para que o filho machucado desse um soco no rosto do colega. Em seguida, a mãe também teria ido à quadra e empurrado o garoto no chão.

Entretanto, vídeos gravados por câmeras de segurança mostram que o garoto caiu quando pisava na bola para dar um drible no colega. A Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente investiga o caso.

Nesta sexta-feira (14/12), o Conselho Tutelar suspendeu o depoimento do casal acusado de agredir a criança. A justificativa é para “evitar exposição”, segundo a equipe responsável por acompanhar o caso. As conselheiras não disseram quando vão agendar a próxima data do depoimento.

Confira a íntegra da nota da defesa:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

RAFAEL PITZER, advogado de defesa (do casal), vem a público esclarecer que ambos estão cooperando com as investigações e no momento oportuno irão prestar maiores esclarecimentos acerca dos fatos à Autoridade Policial que preside as investigações.

Necessário esclarecer, ainda, que não se tratam de pessoas violentas, com passagens pela polícia ou vida dedicada á prática criminosa, mas pessoas comuns, pais de família, trabalhadores, cidadãos respeitados, que sempre buscaram dar uma boa educação para seus filhos pautada no diálogo e respeito para com o próximo.

Infelizmente, no domingo, 09.12.2018, na Octogonal, após depararem com o filho, de 6 (seis) anos, com o rosto deformado, a boca e lábios sangrando muito, impossibilitado de conseguir falar o que de fato havia acontecido e serem informados por terceiros de que (outra criança) havia batido nele, foram tomados por violenta emoção, que desencadeou na fatalidade.

Registra-se, ainda, que (os pais) estão bastante abalados com os  acontecimentos e a grande exposição do fato pela mídia. Não bastasse, ambos vêm sofrendo ameaças de morte, injúrias e difamações pelas redes sociais. Diante das ameaças, já estão sendo tomadas as devidas providências, inclusive com a formalização de representação perante os órgãos de repressão criminal.

Por fim, a defesa informa que ambos estão extremamente arrependidos da fatalidade que ocorreu e cooperando da melhor forma para que se tenha um desfecho mais célere e justo possível. Nesse sentido, se houver o indiciamento, farão as defesas pertinentes perante o Poder Judiciário, tendo (o casal) o direito ao devido processo legal. 

 

Correio Braziliense