Últimas do FM

Sem categoria

Municípios do RN participam de eleições simuladas neste sábado

IMAGEM/ REPRODUÇÃO

Neste sábado (22) o Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE-RN) fará uma Eleição Simulada nos quatro municípios do estado, todos pertencentes à 15ª Zona Eleitoral: São José do Campestre, Serra de São Bento, Lagoa D’Anta e Monte das Gameleiras. O vice-presidente do TRE-RN e Corregedor Eleitoral, Desembargador Cornélio Alves, irá acompanhar a simulação.

Os eleitores desses municípios estão sendo convidados a colaborar com o processo que tem o propósito de testar todo o sistema eleitoral, a qualidade da identificação biométrica, o tempo médio de votação e o sistema de transmissão dos dados das urnas eletrônicas. “Será o grande teste antes de 07 de outubro. Teremos Eleições Gerais, com seis telas de votação e com 100% da biometria. A simulação vai ajudar a Justiça Eleitoral a identificar e corrigir as possíveis falhas”, disse o Desembargador Cornélio Alves.

Nos quatro municípios serão instaladas 17 urnas em quatro escolas, uma em cada sede. O TRE-RN montou uma estrutura para a recepção, coleta e transmissão de dados. Trinta e quatro mesários participarão do processo que irá escolher, de maneira simulada, os candidatos aos cargos de Presidente, Governador, Senador, Deputado Federal, Deputado Estadual. Eles terão nomes fictícios para a escolha dos eleitores. O horário de votação nos quatro municípios será das 8h às 15h. Assim que a votação for encerrada, os boletins de urna serão enviados pelos quatro pontos de transmissão para a sede do TRE-RN em Natal e o resultado será proclamado pelo Corregedor Eleitoral.

INFORMAÇÕES

 

  • Eleição Simulada

  • TRE-RN

  • 15ª Zona Eleitoral

 

MUNICÍPIOS

 

  • São José do Campestre – 9.666 eleitores

  • Serra de São Bento – 4.849 eleitores

  • Lagoa D’Anta – 4.833 eleitores

  • Monte das Gameleiras -2.410 eleitores

  • TOTAL – 21.758 eleitores

 

Fonte: TRE/RN

Economia

Em agosto Brasil gerou 110,4 mil empregos com carteira assinada

O RESULTADO É O MELHOR PARA O MÊS EM 5 ANOS

 

O Ministério do Trabalho informou nesta sexta-feira (21) que o Brasil gerou em agosto 110.431 empregos com carteira assinada. Este é o melhor resultado para o mês nos últimos cinco anos.

De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), ao todo, foram registradas 1,353 milhão de contratações e 1,242 milhão de demissões.

No acumulado do ano, segundo o governo, foram criadas 568,5 mil vagas formais.

Em julho, segundo o governo federal, foram criados 47,3 mil empregos formais e em junho, foram fechadas 661 vagas.

Setores

 

Segundo o governo, em agosto, houve abertura de vagas em sete dos oito setores da economia.

O setor de agropecuária foi o único em que houve mais demissões do que contratações. O maior número de empregos criados foi no setor de serviços. Veja abaixo:

  • Serviços: + 66.256
  • Comércio: + 17.859
  • Indústria de transformação: + 15.764
  • Construção civil: + 11.800
  • Serviços industriais de utilidade pública: +1.240
  • Extrativa mineral: +467
  • Administração pública: + 394

 

Trabalho intermitente

 

Segundo o Ministério do Trabalho, houve 5.987 admissões e 1.991 desligamentos na modalidade de trabalho intermitente em agosto deste ano. Com isso, houve um saldo positivo de 3.996 empregos no período.

O trabalho intermitente ocorre esporadicamente, em dias alternados ou por algumas horas, e é remunerado por período trabalhado.

Foram registradas ainda, no mês passado, 7.374 admissões em regime de trabalho parcial e 4.209 desligamentos, gerando saldo positivo de 3.165 empregos.

Fonte: G1

Saúde

Recomendação do MPRN reforça que Sesap regule acesso às cirurgias eletivas nos Hospitais Regionais

 

 

PARA O MPRN, A SESAP ESTÁ AGINDO DE FORMA PRECIPITADA E VEM CONSTRUINDO “ARRANJOS PARA A REALIZAÇÃO DE CIRURGIAS ELETIVAS EM SUAS UNIDADES HOSPITALARES” (FOTO: THINKSTOCK)

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) encaminhou ao novo secretário estadual de Saúde, Sidney Domingos Ferreira de Souza e Santos, uma recomendação para que a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) somente oferte cirurgias eletivas nas unidades hospitalares estaduais se for garantido o acesso regulado para todos os pacientes que aguardam pelos procedimentos em todo o território estadual. O documento foi enviado para publicação no Diário Oficial do Estado (DOE) deste sábado (22).

Esta recomendação é resultado de recentes diligências realizadas no âmbito do inquérito civil que apura a execução do projeto Fôlego Novo. No curso da investigação, a equipe do Centro de Apoio às Promotorias de Justiça de Defesa da Saúde (Caop Saúde), órgão do MPRN, realizou visitas aos hospitais de Macaíba e João Câmara.

Em Macaíba, a equipe apurou que as cirurgias de catarata foram realizadas por uma equipe oftalmológica de uma clínica privada. Ao mesmo tempo, não foi possível confirmar os nomes dos pacientes, visto que as ocorrências da enfermagem do hospital apenas constam o quantitativo de cirurgias realizadas, sem boletins de sala ou prontuários, já que os documentos produzidos foram levados pela equipe da clínica que executou o mutirão.

Quanto às cirurgias de hérnia e vesícula, a equipe do Caop constatou que, ao confrontar a relação dos pacientes entregues pela gestão da Secretaria Municipal de Saúde de Macaíba, aptos a se submeterem aos procedimentos, apenas uma paciente estava na lista de regulação.

Já em João Câmara, a direção do hospital apenas teve ciência do interesse da Sesap para realização das cirurgias após a reunião em Natal com a equipe da Coordenadoria de Hospitais e Unidades de Referência (Cohur) no início de agosto. De outra banda, uma funcionária da Secretaria Municipal de Saúde da cidade relatou à equipe do Caop Saúde que estranhou o mutirão para cirurgias de cataratas em João Câmara, porque o município possui contrato formal com uma clínica e assegurou pactuação em todas as cidades da região.

Em Pau dos Ferros, a Promotoria de Justiça de Defesa da Saúde Pública foi procurada pela direção do Hospital Regional, explicando que a Sesap havia encaminhado um médico otorrinolaringologista para atendimentos ainda nesta semana, inclusive realizando cirurgias eletivas. No entanto, o hospital afirmou que não tem disponibilidade de leitos de internação para absorver essa nova ação assistencial.

Para o MPRN, a Sesap está agindo de forma precipitada e vem construindo “arranjos precários para a realização de cirurgias eletivas em suas unidades hospitalares em diversas regiões do Estado, sem garantir previamente a estrutura hospitalar adequada, recursos humanos suficientes, lançando mão, inclusive, da participação da iniciativa privada ao arrepio das previsões legais específicas da legislação sanitária que rege o SUS, restando patente a ausência de planejamento prévio que garanta o êxito dos atendimentos com adequada segurança para os usuários”, destaca trecho da recomendação.

Outras providências a serem adotadas pela Sesap são a identificação prévia de qual ente assegurará os exames pré-operatórios dos pacientes, se o município ou o próprio estado; a identificação da equipe responsável pelas cirurgias; assegurar os leitos de internação no Hospital Regional executor das cirurgias; assegurar previamente o material cirúrgico; e não permitir que clínicas privadas se utilizem das instalações físicas das unidades hospitalares estaduais.

A Sesap tem o prazo de 10 dias para informar o MPRN sobre as providências adotadas.

 

Fonte: MPRN


Economia

Aneel anuncia aplicativo que descreve cálculo da conta de luz

CONTA DE LUZ (ISTOCKPHOTO/GETTY IMAGES)

 

O diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), André Pepitone, afirmou nesta sexta-feira (21) que a agência está preparando um aplicativo para ajudar o consumidor a entender a conta de luz.

Segundo Pepitone, o aplicativo permitirá que o consumidor acesse os dados da sua distribuidora de energia e descubra quanto da sua conta de luz é para pagar pela geração de energia, quanto se paga por subsídios como os dados para o setor de irrigação e de saneamento e quanto da conta de energia é imposto.

“Qualquer consumidor poderá acessar a sua conta de luz e saber o que está indo para subsídio, o que está indo para geração, qual a parcela da transmissão, qual a parcela das distribuidoras e qual a parcela de impostos”, disse.

O diretor explicou que ainda não há uma data para o lançamento do aplicativo, mas que a agência está trabalhando para que seja feito ainda este ano.

Geração com menos custos

 

O trabalho da Aneel, afirmou o diretor-geral, também inclui propostas para reduzir o valor da geração de energia térmica. “Temos um parque térmico contratado caro, com CVU [custo de geração da energia] elevada. Temos que trabalhar para reduzir a CVU desses parques”, disse.

Recentemente, o Ministério de Minas e Energia anunciou que pretende fazer leilões regionais de térmicas a gás natural para substituir térmicas a óleo, que são mais caras. As térmicas seriam construídas próximos aos centros de produção de gás natural, o que ajudaria a baratear o custo de geração de energia.

Fonte: G1